América do SulAntes de ViajarPeru

O que levar na mala para uma viagem ao Peru?

Quando se prepara uma Viagem ao Peru surgem inevitavelmente estas dúvidas: “O que é suposto colocar na minha mala? Que roupa devo levar para o Peru? Qual o melhor calçado para este tipo de viagem?”. Preparar a mala para este destino não é tarefa fácil tendo em conta as variações importantes de altitude e os diferentes climas consoante a região do país. Preparem-se para apanhar todas as estações do ano num único dia. Como se não bastasse, o Peru é um país que proporciona um leque importante de actividades o que irá também influenciar a vossa check-list.

Como preparar a mala para uma viagem ao Peru, que roupa levar?

 Sapatilhas ultra confortáveis: isto é o elemento indispensável a ter na mala para uma viagem ao Peru! Mesmo que não queiram, irão acabar por caminhar bastante, nem que seja no Machu Picchu. Não convém levar calçado novo, comprem antecipadamente as sapatilhas para adaptá-las ao vosso pé! Isto poderá parecer óbvio para alguns, mas não é assim tão raro acontecer e depois surgem chatices como bolhas gigantes e tendinites que estragam facilmente qualquer viagem. Para esta viagem optamos por investir na marca Merrell e agora não queremos outra coisa. Depois daquilo que acabei de escrever vai parecer algo irónico, mas o Axel recebeu as sapatilhas dele no dia anterior à nossa viagem e, como sabem, atacamos logo com um trekking de 3 dias no Canyon del Colca. Ele que costuma ser sensível não teve uma única bolha! Não achei necessário ter sapatilhas de cano alto, até porque não dá jeito nas cidades.
* Não fomos patrocinados pela Merrell para escrever este artigo (era bom era).

 Chinelos de dedo: para nós foram indispensáveis nos hotéis e na piscina de água termal no Canyon.

 Um casaco impermeável e corta vento: outro indispensável independentemente da altura do ano em que tencionam viajar. O Peru encontra-se dividido a meio pelos Andes, montanhas que chegam a alcançar o 6768m de altitude, irão assim enfrentar diferenças importantes de temperatura e podem apanhar chuva em qualquer altura do ano. Escolhi aqui uma opção para homem e uma para mulher, podem carregar na imagem para mais informações:

 Térmicas: foram as nossas grandes amigas nas caminhadas e não só. Estou a referir-me àquelas térmicas finas que ficam justa ao corpo, são óptimas para colocar por baixo da roupa e ajudam a manter-nos quentes. Indispensável se viajarem entre Maio e Setembro, pois nessa altura do ano fica bastante frio de noite em cidades como Cusco e Arequipa. Encontram estas térmicas da marca Kipsta na secção Futsal/Futebol na Decathlon, custam cerca de 12 euros.

 Camisolas: se forem entre Maio e Setembro convém levar algumas camisolas na mala e usarem a técnica da cebola (várias camadas). A térmica como primeira camada, há quem use uma t-shirt ou uma camisa como segunda camada, uma camisola em poliéster ou poliamida como terceira camada e um casaco impermeável e corta vento como última camada.

 T-shirts e calções: também vão apanhar dias quentes no Peru,  principalmente se tencionam visitar o Canyon del Colca. Tivemos imenso calor e foi o único lugar onde conseguimos usar os nossos calções.

 Calças de trekking: acabamos por comprar umas uns dias antes da viagem na Decathlon e revelaram-se muito úteis nas caminhadas. Optamos por comprar umas com fecho que se transformam em calções nos dias quentes, achei bastante prático no Canyon del Colca, mas não é indispensável.

 Calças/leggings: pessoalmente sou mais adepta de leggings e calças de tecido leves que ocupam muito menos espaço que as calças de ganga. Levamos apenas um par de calças de ganga que usamos nas cidades.

 Meias: para evitar bolhas convém optar por meias em poliéster, poliamida, poliamida com elastano ou um misto entre lã /poliéster. Evitar as de algodão.

 Gorro, cachecol e luvas: deram-nos imenso jeito na nossa caminhada à rainbow mountain e às duas lagunas em Huaraz. Comprei o meu gorro em Cusco no mercado São Pedro por menos de 5€ e tem um forro polar bem quentinho.

 Óculos de sol e protector solar: o sol nas montanhas é mais forte, portanto não se esqueçam destes dois!

 Fato de banho/bikini: indispensável se tencionam tomar banho em termas ou na praia. Acabou por se tornar muito útil nas casas de banho no Canyon del Colca, tendo em conta que os banheiros eram feitos em bambu com frinchas de vários centímetros… por não falar das janelas que consistiam em largos buracos quadrados na parede (sim, buracos sem nada a tapar obviamente).

Diferença entre poliéster e poliamida (o que uma pessoa aprende a escrever um artigo! Senti-me na obrigação de partilhar com vocês). Resumindo, o poliéster é aquele tecido super resistente que não enrodilha e que continua a parecer novo após várias lavagens, portanto o grande aliado dos viajantes. A poliamida é uma das melhores fibras sintéticas pelo seu grande poder de absorção. Além disso é muito macia, leve e seca muito facilmente.  Dos melhores tecidos para quem pratica desporto/caminhadas. Quando virem poliamida com elastano é o mesmo tecido com mais elasticidade.

Documentos para uma viagem ao Peru

Passaporte válido até 6 meses após a data de regresso

Fotocópia do passaporte + fotografias no e-mail

Cartão de crédito + cartão Revolut

Um bom Seguro de Viagem sem franquias é indispensável! Saibam porquê aqui.

O que não pode faltar no necessaire?

 Creme hidratante e bálsamo labial: duas coisas indispensáveis numa viagem ao Peru! Tão indispensáveis que tivemos de comprar um creme hidratante passado dois dias e compramos um segundo bálsamo a meio da viagem. Se houve algo que nos surpreendeu e que acabou por nos incomodar bastante foi precisamente esse efeito da altitude, pele e lábios super secos. Nesse sentido, também senti falta de levar soro fisiológico para os olhos e narinas, todos nós sentimos o nariz extremamente seco e sangrávamos com muita facilidade.

 Protector solar: não se esqueçam que a intensidade dos raios UV aumenta com a altitude.

 Papel higiénico: acreditem, vão querer ter um rolo no saco quando tiverem que ir a uma casa de banho tão isolada que terão lamas e alpacas a olhar para vocês… true story.

 Repelente: não levamos e não sentimos falta dele porque estivemos quase sempre acima dos 3000m. Mas se tencionam visitar a Amazônia é sem dúvida um item indispensável!

 E não se esqueçam dos óbvios: escova dos dentes e pasta, desodorizante, sabonete…

Que medicamentos levar para o Peru?

Nunca será de mais repetir: antes de qualquer viagem, mas principalmente neste tipo de viagem, convém ir previamente a uma Consulta do Viajante! Irão vos ser receitados vários medicamentos que, infelizmente, tivemos de usar no Peru.

 Analgésicos: indispensável para prevenir ou tratar as dores de cabeça em altitude.

 Anti-inflamatórios: para quem tem tendência a fazer tendinites torna-se indispensável.

 Anti espasmódico e anti-diarreico: acho que não será preciso explicar o porquê de ser indispensável. Privilegiar os comprimidos sublinguais, são muito mais práticos e atuam mais depressa!

 Regulador da flora intestinal: bastante útil neste tipo de países e em caso de diarreia.

 Antibiótico (ciprofloxacina): para diarreias com sangue, febre ou mais do que 10 dejecções por dia. De qualquer forma, se tiverem um destes sintomas convém consultar um médico. O Axel passou muito mal em Arequipa após o trekking no Canyon del Colca, suspeitamos fortemente que tenham sido uns tacos de carne de porco. Felizmente tínhamos a medicação toda necessária para tratar este tipo de situação e acabou por ser necessário tomar antibiótico. São casos raros, mas um amigo nosso acabou por ficar hospitalizado, são coisas que ninguém pode prever, é por isso fundamental ter um bom Seguro de Viagem. Já tivemos de accionar o nosso seguro e foram impecáveis connosco, por isso só podemos recomendar os Seguros Iati. Os nossos leitores têm direito a 5% de desconto na compra de qualquer seguro.

 Acetazolamida: trata-se de um medicamento diurético usado na prevenção e tratamento do mal das montanhas. Começamos a tomar um comprimido por dia na véspera de irmos para Arequipa, acabamos por tomar meio comprimido de manhã e meio à noite para não sofrer tanto do efeito diurético.

 Pensos: para vos safar em caso de bolhas nos pés.

Outros acessórios úteis

 Mochilas: uma mochila de 45-50L (achamos mais prático que as malas  tipo trolley, as nossas foram aceites em cabine sem ser necessário despachar malas) e uma mochila de 20-30L para usar durante o dia nas visitas e nas caminhadas. Podem ver aqui as nossas recomendações: Qual a melhor mochila para viajar?

 Bolsa/cinto: para colocar o dinheiro por baixo da vossa roupa em segurança. Pessoalmente gosto muito da bolsa preta que se coloca ao pescoço da sportzone e daqueles pequenos cintos próprios para correr com smartphone da decathlon. Convém dividir o dinheiro para não estar tudo no mesmo sítio. Podem ver aqui  Os melhores acessórios de viagem.

 Adaptador: as tomadas mais comuns são as de tipo A, como nos Estados Unidos.

 Um cadeado: dá imenso jeito se tencionam ficar em albergues e hostéis

 Termos: não é indispensável, mas há quem leve café quente dos hotéis para ter uma bebida quente durante o dia.

 Secador de cabelo: eu bem sei que não é o item ideal para um backpacker, pessoalmente não levei graças ao meu corte radical que fiz uns dias antes da viagem. Mas meninas de cabelo comprido, vão querer ter um no vosso saco, as manhãs frescas e as noites por vezes gélidas do Peru  fazem com que o cabelo demore uma eternidade a secar. Alguns hotéis podem emprestar um, não custa nada perguntar na recepção, foi assim que conseguimos um em Cusco.

 Toalha em microfibra: útil para usar nas piscinas termais e nos hotéis que fornecem toalhas duvidosas. Essas toalhas ocupam pouco espaço e secam muito facilmente.

 Bolsa estanque para o telemóvel e capa impermeável para as mochilas: já imaginaram fazer uma caminhada com chuva? Íamos perdendo os cartões SD da máquina fotográfica que ficaram moalhados no trekking até a laguna 69.

 Lanterna frontal: foi-nos bastante útil no Canyon tendo em conta que não havia luz de noite. Se tencionam subir de madrugada até a entrada do Machu Picchu torna-se mesmo indispensável.

 Rede mosquiteira: indispensável se tencionam visitar a floresta amazónica.

 

Se ficaram com dúvidas, partilhem nos comentários! Também podem ler o nosso artigo mais geral sobre Como preparar a mala?


Todos os nossos artigos sobre o Peru:

Visitar o Peru | Roteiro e Dicas de Viagem

Peru | Visitar o Machu Picchu

Peru | Os nossos gastos em 2 semanas

Peru | Como evitar o Mal das Montanhas?

-

AS FERRAMENTAS INDISPENSÁVEIS PARA ORGANIZARES A TUA  VIAGEM:

Podes encontrar aqui os melhores voos: Skyscanner ou Momondo

Para encontrares as melhores promoções e reservares o teu alojamento recomendamos o Booking

Não te esqueças de contratar um bom seguro de viagem, os Seguros Iati têm atendimento em português, são especializados em viagem e não cobram franquia! Se realizares a compra através do nosso link tens direito a 5% de desconto em qualquer seguro.

Procura as melhores excursões e compra os teus bilhetes para as melhores atrações na GetYourGuide

Poupa em taxas de levantamento usando o Cartão Revolut.

-

BLOGUE MEMBRO DA ASSOCIAÇÃO DE BLOGGERS DE VIAGEM PORTUGUESES

blogue viagens

-

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *