América do SulPeru

Visitar Cusco | O que ver e fazer em Cusco no Peru?

visitar cusco

Visitar Cusco é um imperdível de qualquer viagem ao Peru. Uma cidade com muitas atividades, atrações, excursões e uma excelente oferta em termos de hotéis e restaurantes. Daquelas cidades onde nos poderíamos perder durante vários dias. Vejam neste guia de viagem todos os locais a não perder bem como as nossas dicas sobre Cusco.

Para aqueles que ainda não leram podem começar com o nosso artigo Roteiro de duas semanas pelo Peru.

OS NOSSOS CONSELHOS ANTES DE VISITAR CUSCO

Evitar o mal de altitude

Cusco é uma cidade que se encontra a cerca de 3 400m de altitude. A partir dos 2 300m de altitude já podem sofrer de “saroche” mais conhecido por mal das montanhas, por isso convém tomar algumas medidas preventivas. Para quem vem directamente de Lima o melhor será passar os dois primeiros dias a visitar Cusco num ritmo mais calmo, sem muitas caminhadas. Bebam muita água, evitem bebidas alcoólicas e visitem calmamente a cidade.  Vimos pessoas que chegaram a Cusco e que foram diretamente para o Machu Picchu e sentiram-se mal. Mesmo sendo um local mais baixo (2430m) trata-se de um local onde é preciso caminhar, o que dificulta o processo de adaptação. Cusco é uma cidade linda com muito para ver e fazer, por isso guardem pelo menos o primeiro para poder passear tranquilamente.

Quanto a nós optamos por passar primeiro por Arequipa (2 335m) e passamos o primeiro dia em Cusco a visitar calmamente. Não tivemos problemas de adaptação à altitude, mas cada pessoa reage de maneira diferente. Se quiserem saber mais sobre este tema recomendo ler o nosso artigo: Como evitar o mal de altitude ?

E falando de altitude, sabiam que uma hospitalização ou uma repatriação de helicóptero em caso de mal das montanhas custa uma fortuna? Aconteceu a uma pessoa que conhecemos. No caso dessa pessoa foi durante uma viagem ao Nepal na montanha Annapurna. Após 3 dias acima dos 3 000m começou a ter dores de cabeça insuportáveis e falta de ar. Teve de ser repatriada urgentemente de helicóptero para evitar um edema pulmonar ou cerebral. Não vos quero assustar, apenas vos quero alertar porque estas coisas, infelizmente, acontecem.

Um seguro não previne nada, mas ajuda imenso nestas situações! Portanto não se esqueçam de contratar um bom seguro de viagem antes da vossa viagem ao Peru! Como sempre, recomendamos os Seguros Iati que usamos nas nossas próprias viagens e que já tivemos, infelizmente, de ativar. Têm excelentes coberturas, atendimento em português e não cobram franquias! Os nossos leitores têm direito a 5% de desconto na compra de qualquer seguro. Para usufruir do desconto basta carregar na imagem seguinte, o desconto será aplicado automaticamente. Em troca, ganhamos uma pequena comissão que nos ajuda a manter o blogue. Se quiserem saber mais explicamos tudo aqui: Seguro de Viagem. Obrigada pelo vosso apoio!

seguro de viagem

 

rainbow mountain

Comprar o Boleto Turístico

Se tencionam visitar Cusco e o Vale dos Incas será necessário comprar um Boleto Turístico. Quando se houve falar deste boleto pela primeira vez, parece algo confuso. Basicamente, não é possível comprar bilhetes separadamente, existe apenas o Boleto que inclui vários locais, tanto em Cusco como nos arredores. Então, mas se eu quiser visitar apenas Ollantaytambo? Não podes. Ou melhor, podes, mas pagas a entrada para os outros locais também.

Existem dois tipos de Boleto Turístico e podem comprá-los diretamente em Cusco:

Boleto turístico completo: 130 soles. Dá acesso a 16 museus e sítios arqueológicos sendo possível usá-lo durante 10 dias.

As 16 atrações são: Museo Histórico Regional, Museo de Arte contemporáneo, Museo de Arte Popular, Museo de Sitio Qorikancha, Centro Qosqo, Monumento al Inca Pachacutec, Sacsayhuaman, Q’enqo, PukaPukara, Tambomachay, Pisac, Ollantaytambo, Chinchero, Moray, Tipon, Piquillacta.

 Boleto turístico parcial: 70 soles. Neste caso pode ser usado durante 1 ou 2 dias sendo possível escolher entre 3 circuitos diferentes.

Circuito 1 (1 dia): Sacsayhuaman, Qenqo, Tambomachay, PukaPukara. 

Circuito 2 (centro histórico de Cusco – 2 dias): Museo Histórico Regional, Museo de Arte contemporáneo, Museo de Arte Popular, Museo de Sitio de Qorikancha, Centro Qosqo de Arte Nativo, Monumento al Inca Pachacutec. 

Circuito 3 (2 dias): Pisac, Ollantaytambo, Chinchero e Moray. Foi este que escolhemos.

O Boleto Turistico para visitar o Vale dos Incas, pode ser comprado no centro de Cusco junto à praça das Armas ou então diretamente à entrada dos sítios arqueológicos, mas cuidado, fica válido a partir do dia da compra! Por isso optamos por comprar diretamente em Moray já que queríamos visitar Ollantaytambo no 2º dia.

visitar cusco

Locais e monumentos não incluídos no Boleto Turístico

Catedral de Cusco

Um dos monumentos mais visitado de Cusco, a Catedral, não está incluída no Boleto! Apesar de não termos apreciado o facto de não se poder fotografar lá dentro, trata-se de uma jóia arquitectural que merece sem dúvida uma visita. A entrada tem um custo de 25 soles para os adultos, 12,50 soles para estudantes. Tentamos a nossa sorte e mostramos o nosso cartão bancário da faculdade que ainda diz  “estudante” e serviu na perfeição.

Salinas de Maras

Este foi sem dúvida um dos nossos lugares favoritos nos arredores de Cusco. 3000 bacias de água salgada nos tons de rosa, castanho e branco. O mais impressionante deste local é a extensão das salinas e a localização no meio das montanhas. Entrada 10 soles.

Convento de São Domingo

O museu de Coricancha está incluído no Boleto, mas a igreja que pertence a esse complexo não. Vá se lá saber porquê. Acabamos por não visitar o convento, mas disseram-nos que a visita é interessante. Entrada: 15 soles.

COMO CHEGAR A CUSCO?

A VOAR

Podem chegar de duas formas a Cusco: de avião ou de autocarro. Pessoalmente voamos desde Arequipa com a LATAM Airlines, mas podem chegar de qualquer cidade do Peru e até mesmo de países vizinhos como de La Paz na Bolívia.

Entre Arequipa e Cusco conseguem bilhetes a partir de 40€ (1h de viagem)

POR TERRA

Existem vários autocarros que fazem a ligação entre as várias cidades do Peru. A grande maioria dos mochileiros viaja dessa forma. O mais económico é viajar durante a noite para poupar o hotel, mas viajar de dia também tem as suas vantagens, as paisagens são geralmente soberbas! A melhor empresa é a Cruz del Sur. Experimentamos entre Lima e Huaraz, são pontuais, mas foi difícil dormir no regresso devido às numerosas travagens bruscas.

Entre Arequipa e Cusco conseguem bilhetes a partir de 7€ (10h de viagem)
visitar pisaq peru

O QUE VISITAR EM CUSCO?

O ideal é ter pelo menos 3 dias para visitar Cusco e os seus arredores: um dia para visitar o centro de Cusco, 1 a 2 dias para visitar o Vale dos Incas e um dia para o Machu Picchu. Acrescentamos mais um dia para ir até a Rainbow Mountain que recomendo fortemente. Foi o local que mais adoramos. Mas conseguiam facilmente passar aqui 1 a 2 semanas e iriam encontrar atividades para preencher todos os vossos dias!

Os imperdíveis da cidade

Cusco é uma cidade vibrante a animada. A meu ver, o melhor desta cidade é essa animação toda, as cores, as ruelas que sobem e descem, os restaurantes com mil e umas especialidades, os vendedores sorridentes, as barraquinhas e roulotes com comida de rua, o artesanato ao virar de cada esquina, as lojas e lojinhas convidativas. Tudo isso faz de Cusco uma cidade visualmente atrativa. Para nós foi mesmo amor à primeira vista. Chegamos de noite e ficamos completamente rendidos à arquitectura e animação da cidade. Sempre achei que iria gostar mais de Arequipa. Mais uma vez, ter as expectativas em baixo trouxe uma surpresa bem agradável.

Podemos dividir o centro da cidade em 3 zonas ou 3 pontos de interesse, sendo possível visitar esses 3 locais em apenas um dia. Esta é a ordem de visita que faz mais sentido para mim:

Coricancha

O templo Coricancha (ou Qoricancha) foi outrora o templo mais sagrado do povo inca. Também é conhecido como Templo Del Sol, isto porque antigamente as suas paredes estavam cobertas por folhas de ouro e pedras preciosas. Foi obviamente destruído durante a invasão espanhola, tendo sido construído um convento por cima. Ainda são visíveis algumas partes do muro inca. É sem dúvida impressionante e apesar de ser recomendado em todos os guias, não gostamos muito desse monumento. Acredito que não gostamos por ter visitado o local sem nenhuma explicação. Quando chegamos ao hotel começamos a fazer pesquisas para tentar perceber a importância do templo e foi aí que percebemos que teria sido muito mais interessante visitar com um guia.

Pequena anedota: em 1950 houve um grande terramoto que destruiu grande parte do convento construído pelos espanhóis, as pedras incas resistiram.

Coricanha

  • Entrada: 16 soles.
  • Horários: o Convento está aberto de segunda a sábado das 8h30 às 17h e no domingo das 14h às 17h. O museu está aberto todos os dias das 9h às 17h.

 

visitar peru

Praça das Armas

É praticamente impossível visitar Cusco sem passar pela sua praça central. É sem dúvida o ponto de partida ideal para visitar a cidade. Não á raro haver manifestações, cerimónias ou celebrações nessa praça. É nesta praça que irão encontrar a magnífica Catedral de Cusco. De estilo barroco, esta catedral foi construída no século XVII por cima do palácio inca Wiracocha. O acesso faz-se pela Igreja del Triunfo, a primeira igreja cristã da cidade. Outro local a não perder nessa praça, a Igreja da Compañia de Jesus. Essa igreja foi construída pelos jesuítas por cima do antigo palácio inca Huyana Capac. Vale a pena uma visita.

Catedral de Cusco

  • Entrada: 25 soles.
  • Horários: De terça a sábado: 10h-11h30 e 14h-17h30; Domingo: 14h-17h30. Encerrada às segundas.

Igreja da Compañia de Jesus

  • Entrada: gratuita
  • Horários: de terça a sábado: 11h-12h e 15h-16h. Encerrada segundas e domingos.

Bairro San Blas

Um bairro na parte alta da cidade que tem tudo aquilo que adoramos. Ruelas estreitas com várias lojas de artesanato, bares, restaurantes, vendedores, ruas animadas e outras desertas, ruas coloridas e ruas mais esbatidas mas onde as paredes contam histórias. Cada rua acaba por ser uma nova descoberta. E em termos de gastronomia este bairro é imperdível. Encontram aí os melhores restaurantes da cidade. Os nossos favoritos: Green Point e Native Burgers.

Os imperdíveis nos arredores de Cusco

Machu Picchu

Se é a vossa primeira viagem ao Peru, de certeza que este foi o primeiro local que colocaram na vossa lista. E o Machu Picchu merece a sua fama. Convém no entanto planear minimamente a vossa visita ao Machu Picchu, pois não será possível chegar lá e comprar o bilhete assim sem mais nem menos. Preparamos um artigo bastante completo onde explicamos tudo direitinho: Como visitar o Machu Picchu?

machu picchu cusco

visitar machu picchu

machu picchu

Vale dos Incas

O Vale dos Incas merecia um artigo só para ele. São tantos os sítios para visitar que tudo irá depender do tempo disponível. Em um a dois dias estes são os locais a incluir no vosso roteiro:

Pisaq

Recomendo vivamente visitar este local logo de manhã cedo e contar ocm 3 a 4h para visitar com calma este gigantesco complexo. Existem várias caminhadas com vistas lindíssimas sobre o vale. Infelizmente chegamos lá por volta das 16h e os trilhos já se encontravam encerrados. Foi o local que mais nos surpreendeu no vale.

Salinas de Maras

Apesar de não estar incluído no boleto turístico este é um local a não perder! Por muitas fotografias que uma pessoa veja, chegar às salinas é verdadeiramente impressionante. Fomos directos de Cusco para lá. Foi o primeiro local que visitamos, de manhã cedo, e tivemos as salinas praticamente só para nós. No entanto, sabendo o que sei agora, teria preferido ir para Pisaq primeiro.

cusco salinas de maras

salinas de maras

Moray

Apesar de não ser visualmente atrativo este local merece uma visita. Trata-se de um lugar bastante interessante quando aprendemos sobre a sua função na época inca. Corresponde na verdade a um centro de investigação agrícola constituído por vários terraços circulares que criam microclimas. Isso permitiu a criação de mais de 100 variedades de cereais e batatas. Fica pertinho das Salinas de Maras sendo habitual encontrar excursões que propõem a visita desses dois locais. Basta 1h para visitar os terraços de Moray,

Chinchero

Esta pequena aldeia tornou-se famosa pela produção de têxtil tradicional do Peru.  Podem visitar o mercado e a igreja no centro da aldeia. Acabamos por saltar esta etapa, mas pelas fotografias parece ser agradável passear pelas ruelas da aldeia.

Pachar

Esta aldeia fica a menos de 10 minutos de Ollantaytambo e tornou-se famosa entre os apreciadores de cerveja artesanal. Na Cerveceria del Valle Sagrado poderão saborear uma das melhores cervejas do país com uma vista fabulosa sobre o vale. Para aqueles que gostam de caminhadas e locais sem turistas, podem fazer uma caminhada de 45minutos até a Naupa Iglesia, são na verdade ruínas incas fora do roteiro turístico.

Ollantaytambo

Para além do seu interesse histórico, o sítio arqueológico de Ollantaytambo oferece uma vista soberba. Trata-se de uma antiga fortaleza que serviu de base para a resistência inca durante a invasão espanhola. O ideal seria passar um dia inteiro aqui. Terão assim tempo para percorrer a aldeia, as ruínas de Ollantaytambo bem como as ruínas de Pinkullyuna. Estas últimas encontram-se mesmo em frente oferecendo uma vista privilegiada sobre Ollantaytambo. Não tivemos tempo de ir até lá pois demoramos cerca de 3h a dar a volta ao sítio arqueológico de Ollantaytambo. Daí apanhamos o comboio para Águas Calientes (Machu Picchu).

CUIDADO

Anda por aí uma moda: visitar o vale dos incas em Moto 4. Para além de ser uma boa forma de contribuir para a poluição ambiental e sonora, não é confortável nem seguro.

 

ollantaytambo

cusco ollantaytambo

 

VALE DOS INCAS

visitar cusco mapa

 

QUAL A MELHOR ORDEM PARA VISITAR O VALE DOS INCAS?

Nós aqui erramos. Visitamos parte do vale num dia (Maras, Moray e Pisaq) e decidimos voltar a Cusco para não andar sempre a mudar de hotel. Na altura não olhamos para o mapa e só percebemos depois o quão estúpido foi termos voltado para Cusco, para no dia seguinte visitar Ollantaytambo. Recomendo visitar Pisaq, as salinas de Maras, Moray e Chinchero num dia, passar a noite em Urubamba e visitar Pachar e Ollantaytambo no dia seguinte. De Ollantaytambo podem assim seguir para o Machu Picchu. O comboio até fica mais barato saindo de Ollantaytambo do que de Cusco.

Se tiverem mais tempo a consagrar ao vale, ou se simplesmente quiserem fugir dos locais mais turísticos, existem 3 lugares que merecem sem dúvida a vossa atenção: Tipon, Pikillacta e Andahuaylillas.

Sabemos que alguns de vocês preferem fazer excursões do que planear a visita sozinhos. Não experimentamos pessoalmente, mas esta excursão tem tido boas avaliações por parte de outros viajantes, passa por Pisaq, Chinchero e Ollantaytambo com um custo de 35,50€: Excursão Vale dos Incas. Pode ser acoplada a outra excursão que passa por Moray e as Salinas de Maras por 22,77€.

Rainbow Mountain

Esta foi a grande surpresa da viagem. O momento mais difícil, mas também o mais recompensador. Acho que se soubesse o que me esperava no fim não teria custado tanto. Se estão naquela fase em que já ouviram falar da Rainbow Mountain e não sabem bem se valerá mesmo a pena, se têm dúvidas em incluir este local por ser demasiado “alto” ou “difícil” então vou ajudar-vos a tomar a decisão. Vão! Não hesitem, não tenham receio, na pior das hipóteses não conseguem fazer a caminhada até o fim. Tudo irá valer a pena e a caminhada em si já é deslumbrante!

Optamos por fazer a excursão com um guia local saindo às 5h de Cusco, mas para quem gosta de aproveitar locais sem turistas o ideal é sair às 3h. As excursões rondam os 20 a 50 euros segundo a vossa capacidade em negociar e o tamanho do grupo. Tivemos bom feedback desta excursão que custa 35€, mas só sai às 5h: Excursão Rainbow Mountain. Podem sempre tentar negociar sair mais cedo e voltar mais cedo.

rainbow mountain

rainbow mountain cusco

visitar rainbow mountain

Laguna Humantay

Geralmente quem visita os arredores de Cusco opta por escolher entre a Rainbow Mountain e a laguna Humantay. Optamos pela primeira opção porque íamos visitar outras lagunas mais a norte no fim da viagem. Apesar de não ter visitado a Laguna atrevo-me a dizer que a vossa prioridade deve ser a Rainbow Mountain. Se sobrar tempo, ou se for mesmo impossível ir à Rainbow Mountain, então acho que vale a pena apostar na Laguna Humantay. Esta excursão sai às 4h de Cusco, vão de carro até Soraypampa e depois caminham ~1h30 até a Laguna.

ONDE DORMIR PARA VISITAR CUSCO?

Alojamentos em Cusco não faltam, existem hotéis e hostéis para todos os gostos e carteiras. Quanto a nós optamos por um hostel que ficava mesmo ao lado do mercado San Pedro, a 10 min a pé da Praça das Armas: Ukukus Hostel. Tem quartos duplos, quartos triplos e dormitórios bem como uma grande cozinha com sala de estar e um terraço ao ar livre. O espaço em si é agradável, está bem equipado, o pessoal é muito simpático e prestável, mas teve algumas falhas (net muito fraca, água fria na primeira noite, não servem pequeno almoço…).

Para uma estadia com uma vista incrível e um fabuloso pequeno almoço recomendamos o Luna House Cusco. Este era o hotel que queríamos ter escolhido!

melhor hotel cusco

Para mais informações e reservas: Luna House Cusco

 


 

Mais abaixo desse hotel existe outro, um pouco mais caro, mas igualmente bom e com uma vista ainda melhor:

Para mais informações e reservas: Tariq Hotel Boutique

ONDE COMER EM CUSCO?

A lista de bons restaurantes em Cusco não tem fim. Se como nós adoram comer bem durante as viagens, vão adorar Cusco! Fica aqui uma pequena selecção consoante o tipo de prato/especialidade:

Native burger: simplesmente incrível! Barato, super saboroso, atendimento espectacular. Faltam-me as palavras para descrever a nossa experiência aqui.

Green Point: no início estávamos reticentes por se tratar de um restaurante vegan e ter imensa fama. Acabou por ser uma excelente surpresa. Recomendamos a 200%.

Inkazuela: adoramos as sopas (ensopados) com caril, quinoa… foi tudo delicioso e o espaço é super acolhedor no centro da cidade.

Kintaro para uma sopa de caril divinal

Antojitos: mais tradicional e central não encontram! Foi nos recomendamos por um peruano e quando lá fomos éramos os únicos turistas. Das nossas melhores refeições e provavelmente a mais barata de todas!

MAPA DA CIDADE

Neste mapa podem encontrar todos os locais mencionados no artigo

Já visitaram Cusco? Alguma dica ou local que queiram acrescentar? 

Partilhem nos comentários!

 

-

AS FERRAMENTAS INDISPENSÁVEIS PARA ORGANIZARES A TUA  VIAGEM:

Podes encontrar aqui os melhores voos: Skyscanner ou Momondo

Para encontrares as melhores promoções e reservares o teu alojamento recomendamos o Booking

Não te esqueças de contratar um bom seguro de viagem, os Seguros Iati têm atendimento em português, são especializados em viagem e não cobram franquia! Se realizares a compra através do nosso link tens direito a 5% de desconto em qualquer seguro.

Procura as melhores excursões e compra os teus bilhetes para as melhores atrações na GetYourGuide

Poupa em taxas de levantamento usando o Cartão Revolut.

-

BLOGUE MEMBRO DA ASSOCIAÇÃO DE BLOGGERS DE VIAGEM PORTUGUESES

blogue viagens

-

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *