EspanhaRoadtripRoteiro

Picos da Europa | Roteiro de 4 dias de carro

picos de europa roteiro

Os Picos da Europa, uma pérola montanhosa bem guardada no norte de Espanha, garantem uma imersão total na natureza. É sem dúvida um destino de sonho para amantes de caminhadas e para umas férias em família pertinho de Portugal. As expectativas eram altas quando comecei a elaborar este roteiro de 4 dias pelos Picos da Europa e a verdade é que conseguiu, mesmo assim, superar essas expectativas. 

Quando visitar os Picos da Europa

A meteorologia na montanha é completamente imprevisível. Durante estes 4 dias passamos pelas 4 estações, por vezes no espaço de minutos. Para quem pretender fazer caminhadas penso que o mais seguro será apostar nos meses mais quentes entre junho e setembro.

Fomos na última semana de Junho e apanhamos dois dias de sol, um dia nublado sem chuva e o último dia foi chuvoso com muito nevoeiro. É tudo uma questão de sorte e dado a altitude podem ser surpreendidos pelo nevoeiro num dia de sol, foi o que nos aconteceu nos Lagos de Covadonga, estava um autêntico dia de verão e ficamos, no espaço de minutos, rodeados por um denso nevoeiro. 

lagos covadonga picos da europa

Como chegar aos Picos da Europa

O ideal é vir de carro desde Portugal fazendo uma primeira paragem em Riaño que fica a cerca de 5h do Porto passando pela fronteira de Chaves. Devem seguir a direcção de Verín, depois Benavente, León e por fim Riaño. A maior parte do trajecto em Espanha faz-se pela A52 que é gratuita. Pessoalmente saímos de Viana do Castelo e decidimos atravessar a fronteira por Lindoso, evitamos assim as portagens e demoramos cerca de 5h30.

Outra opção consiste em ir diretamente até Cangas de Onis onde ficam os Lagos de Covadonga, nesse caso é preciso acrescentar mais meia hora, mas não acho tão prático para dar “a volta” aos Picos da Europa. No entanto, é uma excelente opção se pretenderem explorar as lindas praias das Astúrias (Playa del Silencio, Playa de Guadamía, Torimbia, Playa de Ballota, entre outras).

Se tiverem muitos quilómetros entre a vossa casa e os Picos da Europa e não quiserem andar tanto de carro podem optar por ir de avião até Oviedo e alugar um carro. Nesse caso, até podem incluir o Parque Natural de Somiedo ao vosso roteiro pelos Picos da Europa.

O que levar para os Picos da Europa

Dada a imprevisibilidade da meteorologia recomendo levar várias camadas de roupa. Para a parte superior recomendo levar t-shirts leves e respiráveis, um casaco polar fino respirável próprio para caminhar e uma capa ou casaco impermeável que seja fácil de dobrar para guardar na mochila.

t-shirt decathlon
decathlon
decathlon

Para a parte inferior sou fã daquelas calças moduláveis da Decathlon ideais para caminhadas na montanha. O tecido é leve e transformam facilmente as calças em calções. São muito práticas e algumas até são impermeáveis. Relativamente ao calçado, essa é sem dúvida a parte mais importante. Convém ter um calçado adequado para caminhadas na montanha que proporcione tração, estabilidade e conforto. Aquelas sapatilhas de uso diário com sola lisa são, a meu ver, para esquecer. Pessoalmente sou fã da Merrell, já é o segundo par que compro, mas para a próxima penso investir numas botas de cano alto (terceira imagem) pois protegem melhor o tornozelo quando o chão é instável com muitas pedras, como é o caso da Ruta del Cares.

roupa caminhada
calçado caminhada
calçado caminhada

Por fim recomendo levar uma pequena mochila confortável com apoio nas ancas e bastões de caminhada, ajudaram-nos muito na Ruta del Cares (idealmente levar dois bastões por pessoa, custam 5 euros na Decathlon). 

Outros indispensáveis para colocar na mochila: protector solar (para usar mesmo com tempo nublado!), batom do cieiro, um chapéu, snacks e muita água.

picos da europa riaño

Onde dormir para visitar os Picos da Europa

Esta foi a parte da viagem que me deu mais trabalho a organizar. O Picos são um maciço montanhoso ao qual podemos dar a volta passando por imponentes desfiladeiros na N-625 e na N-621. Há quem opte por ficar sempre alojado no mesmo sítio, nesse caso recomendo ficar em Arenas de Cabrales que fica relativamente perto de tudo. Estivemos quase para ficar neste lindo hotel com piscina e vista para as montanhas. A vantagem de ficar sempre no mesmo sítio é que podem ajustar o vosso roteiro à meteorologia, no entanto irão demorar mais tempo e irão repetir várias vezes a mesma estrada. Podem encontrar aqui o vosso alojamento ao melhor preço em Arenas em Cabrales.

Pessoalmente não me importo de mudar várias vezes de hotel, prefiro poupar tempo nos trajectos e ficar pertinho dos locais que quero visitar no dia seguinte. Decidimos então passar a primeira noite em Cangas de Onis para ficarmos perto dos Lagos de Covadonga. Ficamos hospedados no Hotel La Balsa com quartos espaçosos, casa de banho privativa e pequeno almoço incluído. Passamos a segunda noite em Sotres, num hotel bem localizado com vista para as montanhas, mas a água do chuveiro estava fria. A terceira noite ficamos em Poncebos, no Arcea Mirador, e foi o melhor hotel do nosso roteiro pelos Picos da Europa, estou arrependida por não ter ficado lá duas noites. Fica mesmo no início da Ruta del Cares e da caminhada para Bulnes, tem um bom pequeno almoço incluído, camas confortáveis e um restaurante onde podem jantar. Se tencionam fazer essas duas caminhadas, recomendo passar duas noites em Poncebos. Apesar de ser uma pequena aldeia com apenas 3 hotéis, o lugar é lindo. No fim dos 24 kms da Ruta del Cares, acreditem que soube mesmo bem ter o hotel já ali no fim da caminhada para tomar um bom banho de água quente e não ter de andar à procura de um restaurante para jantar.

Mapa dos Picos da Europa

Roteiro de 4 dias nos Picos da Europa

Dia 1 - Riaño e Desfiladeiro de los Beyos

Neste primeiro dia saímos bem cedo de Viana do Castelo para chegar à hora do almoço a Riaño. Decidimos trazer um pique-nique de casa o que nos permitiu poupar tempo para visitar esta linda região. O município de Riaño pertence a León e fica a 15 kms do início do Parque Nacional dos Picos da Europa. Foi um dos locais que mais nos surpreendeu e onde recomendamos passar pelo menos uma tarde ou uma manhã. 

Em Riaño começamos por uma caminhada de 2 horas até o Miradouro de las Biescas. Deixamos o carro neste parque de estacionamento gratuito que fica mesmo no início da ponte de Riaño. A caminhada é fácil, mas no início tem poucas sombras e no fim sobe um pouco. Durante a caminhada podem fazer um curto desvio (5 minutos) até a Cueva de la Vieja del Monte. Segundo a lenda a “Velha do Monte” vive numa gruta nas montanhas de León em harmonia com os animais selvagens estando sempre acompanhada por um lobo.

No fim da caminhada fomos explorar os outros miradouros de Riaño, passamos pelo banco mais bonito de Léon e fomos até o grande baloiço que fica no topo de uma colina oferendo uma das melhores vistas sobre Riaño (miradouro de Hazas). Outra caminhada que nos recomendaram fazer é a subida até o Pico de Gilbo, a vista lá de cima parece incrível, mas não tínhamos tempo suficiente.

picos da europa
visitar riaño
picos da europa
visitar riaño
picos da europa riaño

Depois de visitar Riaño percorremos o imponente desfiladeiro de Los Beyos (N-625) até Cangas de Onis. Ficamos hospedados no Hotel La Balsa, que fica idealmente localizado na estrada de acesso aos famosos Lagos de Covadonga.

Dia 2 - Lagos de Covadonga e Sotres

Iniciamos este dia bem cedo de forma a poder aceder aos Lagos de Covadonga com o nosso carro. Na época alta (finais de maio até finais de setembro) a estrada entre Covadonga e os lagos fica cortada das 8h30 até às 21h00, sendo o acesso apenas possível de autocarro (9€ por pessoa) ou de táxi (10€ por pessoa). Esse preço inclui a volta, o táxi pode vos deixar diretamente junto ao lago Ercina, mas o autocarro só vai até o parque de estacionamento de Buferrera. Podem cortar a estrada antes das 8h30 se os dois parques de estacionamento estiverem cheios! Uma vez que estejam com o carro nos lagos podem descer a qualquer hora, a restrição só se aplica para subir. 

Decidimos ficar hospedados num hotel perto de Covadonga e arrancamos às 7h30 com o pequeno almoço na mochila. Chegamos por volta das 8h00 aos lagos. A estrada sobe sempre até os lagos oferecendo vistas deslumbrantes. Se forem cedo recomendo deixar o carro no pequeno parque de estacionamento que fica junto ao lago Ercina, não sabíamos da existência desse parque então estacionamos no parque principal, o de Buferrera que fica mais afastado.

Trilho PR-PNPE2 nos Lagos de Covadonga

trilho PNPE2 é circular com início no parque de estacionamento de Buferrera. Perfaz um total de 9 km passando pelo Centro de visitantes, o Miradouro Del Príncipe, minas de Buferrera, miradouro entrelagos, dá a volta ao lago Enol antes de subir no meio de um bosque até o lago Ercina de onde regressa ao parque de estacionamento. Como já disse mais em cima, podem começar este trilho diretamente no miradouro entrelagos, dar a volta ao lago Enol, subir pelo bosque até o lago Ercina e ir até as minas e miradouro del Príncipe, sem ter de descer até o Centro de Visitantes.

Powered by Wikiloc

NOTA: encontram mesas e casas de banho logo no início do percurso entre o Centro de Visitantes e as minas. No entanto as casas de banho estavam fechadas às 8h30, abrem mais tarde.

De tarde fomos percorremos a estrada entre Cangas de Onis e Arena de Cabrales passando pelo imperdível miradouro Pozo de Oración que oferece a melhor vista para o Naranjos de Bulnes. Infelizmente esse pico decidiu esconder-se atrás de nuvens durante a nossa estadia. Chegamos a Sotres ao final do dia, onde jantamos num terraço com vista para as montanhas.

lagos covadonga picos da europa
lagos covadonga picos da europa
lagos covadonga
picos da europa

Dia 3 - Ruta del Cares, a caminhada mais famosa dos Picos da Europa

É necessário dedicar um dia inteiro para fazer esta caminhada de 24 km, mas vale a pena percorrer este trilho que liga Poncebos a Caín. Como queríamos fazer no dia seguinte a caminhada até Bulnes e sabendo que esse trilho também se inicia em Poncebos, decidimos iniciar a Ruta del Cares desse lado. São 12 km que separam Poncebos e Caín sendo necessário regressar pelo mesmo trilho. Se como nós iniciarem a caminhada em Poncebos os dois primeiros quilómetros são sempre a subir e o resto do percurso é plano. O desfiladeiro é bastante imponente tornando o trilho vertiginoso, no entanto o caminho é suficientemente largo para passar por outras pessoas sem correr riscos. Existem várias opções para almoçar em Caín, se fizerem o percurso no sentido contrário existe pelo menos um restaurante em Poncebos no hotel onde ficamos hospedados: Arcea Mirador.

Esta caminhada fez-me lembrar o Mont Rebei no Aragão, um lugar que descobrimos no ano passado durante a nossa roadtrip pelo norte de Espanha e Sul de França.

Ruta del Cares - Informações úteis

⧫  Trilho de 24 km (12 km para cada lado), bem sinalizado, sem dificuldades técnicas, mas com um chão por vezes instável.

Tempo médio: entre 3 a 4h para cada lado. Pessoalmente fizemos o percurso todo em 7h.

⧫  Em Caín existe uma praça de táxis, caso não se sintam capazes de fazer o regresso têm sempre essa opção, o preço é de 130€ por táxi, o trajecto até Poncebos demora cerca de 2h30 pois é necessário contornar as montanhas.

Não é preciso nenhuma preparação prévia, no entanto irá custar mais ou menos consoante a vossa condição física. O que custa mais neste trilho são os tais 2 primeiros quilómetros do lado de Poncebos. Pessoalmente achei pior na descida porque já tinha as pernas cansadas e o trilho nessa parte tem muitas pedras soltas tornando o chão instável e propício a entorses.

⧫ É indispensável levar calçado adequado para caminhadas na montanha, sapatilhas sem tração de sola lisa não são recomendadas. O ideal é  levar botas de caminhadas de cano alto que protegem o tornozelo. Pessoalmente levei sapatilhas sem cano, mas com boa tração e muito confortáveis, não tive qualquer problema, mas na última descida até Poncebos senti falta de uma proteção para os tornozelos.

⧫ Irão encontrar vários animais principalmente cabras ao longo do trilho. Não devem alimentar os animais, para além da nossa comida não ser saudável para eles acabam por ficar mais agressivos à procura de comida.

ruta del cares
ruta del cares
ruta del cares

Dia 4 - Bulnes, Potes e Fuente De

Bulnes é a aldeia mais alta dos Picos da Europa e encontra-se totalmente isolada. Só podem aceder a esta aldeia a pé ou de funicular. Para o último dia tínhamos previsto subir de Poncebos até Bulnes a pé por um trilho linear de 4 km (contar 1h30 para subir) e descer de funicular (17 euros por pessoa). No entanto quando acordamos, a montanha onde se encontra Bulnes nem se via, estava completamente envolvida num denso nevoeiro e a chuva acabou por nos fazer desistir. No entanto a caminhada parece valer muito a pena, podem ver o relato dos Viagens à Solta. 

O resto do dia foi consagrado a percorrer o desfiladeiro La Hermida em direção a Potes, finalizando este roteiro pelos Picos da Europa em Fuente De. Mais uma vez não tivemos sorte, ao chegar a Fuente De apenas conseguimos observar os fios do funicular a mergulhar numa densa nuvem. 

Regressamos a Portugal passando novamente por Riaño, uma boa forma de nos desperdirmos deste pequeno paraíso montanhoso.

picos da europa
picos da europa

Gastos de 4 dias nos Picos da Europa

Fiz esta roadtrip pelos Picos da Europa com os meus pais e a minha irmã. Ficamos sempre em quartos duplos com casa de banho privativa por 50€/noite por quarto. Os hotéis por estes lados custam praticamente o mesmo em todas as aldeias/vilas. Ficamos apenas 3 noites, fomos numa quinta feira bem cedo e regressamos num domingo à noite. Gastamos no total 300€ para 4 pessoas.

Relativamente à comida, no primeiro dia levamos um pique nique de casa, ainda sobrou para o almoço do dia seguinte. As restantes refeições foram todas em restaurantes/hotéis. Gastamos no total 272,50€ para 4 pessoas.

Quanto ao carro, saímos de Viana do Castelo e fomos com um carro pouco económico. Mesmo assim a gasolina ficou-nos no total por 141,50€ (foram 3 depósitos e ainda sobrou).

Resumindo, a viagem ficou-nos no total por 178,50 euros por pessoa!

No entanto, tínhamos previsto subir a pé até Bulnes e descer de funicular, mas como estava a chover muito no domingo acabamos por não o fazer. Esse funicular tem um custo de 17€ por pessoa. Existe também outro funicular que nos recomendaram fazer, o de Fuente De que se encontrava fechado devido à meteorologia. Um roteiro pelos Picos da Europa acaba por ser uma viagem bastante económica e fácil de organizar a partir de Portugal. As paisagens que vimos por lá superaram (muito) as minhas expectativas.

picos da europa
picos da europa
ruta del cares
lago enol
picos da europa
picos da europa

Espero que tenham gostado deste roteiro pelos Picos da Europa. Se ficaram com alguma dúvida ou se tiverem sugestões deixem ficar um comentário 😉

-

AS FERRAMENTAS INDISPENSÁVEIS PARA ORGANIZARES A TUA  VIAGEM:

   Podes encontrar aqui os melhores voos: Skyscanner ou Momondo

   Para encontrares as melhores promoções e reservares o teu alojamento recomendamos o Booking

   Não te esqueças de contratar um bom seguro de viagem, os Seguros Iati têm atendimento em português, são especializados em viagem e não cobram franquia! Se realizares a compra através do nosso link tens direito a 5% de desconto em qualquer seguro.

    Procura as melhores excursões e compra os teus bilhetes para as melhores atrações na GetYourGuide

    Poupa em taxas de levantamento usando o Cartão Revolut

-

Este artigo contém links de afiliados. Se comprares ou reservares através desses links não pagarás nada a mais por isso e estarás a ajudar os Destinos Vividos. Obrigada 🙂

 

-

-

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *