ÁsiaGuia e Dicas de ViagemTailândia

Visitar Tailândia | Guia e Dicas de viagem

bangkok tailandia

Visitar a Tailândia, um sonho que muitos partilham. Nem sempre é fácil organizar uma viagem sozinho, mas a Tailândia é o país ideal para fazer isso! Nada melhor que a opinião de quem já viajou para nos orientar nas nossas escolhas. Por isso deixo aqui um Guia de Viagem com todas as informações úteis e dicas para vos ajudar a  planear a vossa viagem de sonho neste maravilhoso país.

visitar Tailandia

Se depois de ler o artigo ainda se sentirem inseguros ou se simplesmente não têm tempo para fazer tantas pesquisas, podem ponderar os nossos serviços de Roteiros Personalizados. Elaboramos roteiros personalizados que permitem viajar de forma muito económica com um roteiro feito à medida! O nosso objectivo é proporcionar a todos os portugueses a possibilidade de viajar de forma económica como nós, aproveitando o melhor de cada destino sem terem de passar por uma agência –> Roteiros Personalizados

Se como eu, adoram organizar as vossas próprias viagens, podem ver várias dicas no nosso guia onde descrevemos todas as etapas para Organizar uma Viagem de forma independente.

[ARTIGO ATUALIZADO EM MAIO 2019]

1 – Visitar a Tailândia – Formalidades

DOCUMENTOS

Passaporte com validade de pelo menos 6 meses a partir da data de entrada na Tailândia.

Visto obrigatório para estadias superiores a 30 dias. Se tencionam ficar menos de um mês, terão apenas de preencher um papel no avião que devem depois entregar no voo de regresso.

Por via terrestre podem entrar duas vezes por ano na Tailândia, sendo possível fazer um visto gratuito de 30 dias diretamente nas fronteiras com o Laos, o Camboja, a Malásia e Myanmar.

Se tencionam ficar mais de 30 dias devem fazer um visto de 60 dias que custa cerca de 30€. Em breve será possível fazer o pedido do e-visa no site Thaievisa 

DINHEIRO

Podem facilmente trocar euros na Tailândia, em casas de câmbio ou nos bancos, não existem comissões, mas devem comparar bem as taxas de câmbio com as taxas em vigor online. Evitem trocar euros no aeroporto, privilegiem as casas de câmbio no centro das cidades. Os bancos estão abertos de segunda a sexta das 8h30 às 15h30.

Podem levantar dinheiro em qualquer ATM, mas devem contar com uma comissão de 220 bahtes por cada levantamento! Também podem pagar por multibanco em alguns hotéis e restaurantes havendo frequentemente uma comissão que varia entre 3 a 5%.

A melhor solução é levantar dinheiro ao chegar ao aeroporto para conseguir pagar o táxi e os transportes públicos. Convém levar euros com vocês para ir trocando ao longo da viagem e evitar assim mais levantamentos. Também podem optar por fazer grandes pagamentos por cartão multibanco. Convém ter sempre alguns trocos com vocês.

Atualmente 1€ = 35,75 THB

TELEMÓVEL e INTERNET

A opção mais económica para quem gosta de ficar “conectado” é comprar um cartão SIM em qualquer supermercado 7-eleven. Existem cartões por 10 a 15€ que já vêm com crédito para ligar e com internet ilimitada  durante 2 semanas!

Praticamente todos os estabelecimentos públicos têm WiFi gratuito.

ELECTRICIDADE

As tomadas são como as americanas sendo necessário um adaptador.

Podem comprar o vosso antes da viagem aqui (carregar na imagem):

HORÁRIO

+ 6h no verão e +7h no inverno

No inverno quando são 10h em Portugal são 17h na Tailândia.

VACINAS

É importante ter as vacinas em dia. Não existem vacinas obrigatórias, mas estão recomendadas as seguinte:

  • Hepatite A
  • Febre tifóide
  • Para estadias prolongadas em zonas rurais: raiva e encefalite japonesa

LAVANDARIAS

Irão encontrar lavandarias a cada esquina! Devem contar com mais ou menos 1€/kilo de roupa.

VOOS

  • Preço médio de um voo ida e volta Lisboa-Bangkok: 500-700€
  • Voo mais baratos que encontrei com 1 escala: 450€ 
  • Companhias que recomendo: Turkish Airlines e Air France

Não vale a pena comprar com muita antecedência! O ideal é mesmo comprar 3 a 4 meses antes, altura em que os bilhetes são os mais baratos (fora promoções). Isto foi testado e confirmado por nós.

Dicas para comprar voos mais baratos:

  • usar um motor de buscas (como o Momondo ou Skyscanner) para poder comparar mais facilmente entre as diferentes companhias e encontrar assim o voo mais barato. Eu costumo usar o Skyscanner colocando a opção “o mês mais barato” assim fico com uma ideia do preço mais barato para o destino em questão.
  • Optar por partir e voltar ao meio da semana.
  • Fazer pesquisas com outros aeroportos de partida de outros países vizinhos, por vezes o voo fica muito mais barato e podem depois comprar separadamente o voo de ligação por companhias low cost. Um exemplo: já me aconteceu encontrar um voo que ficava mais barato 150€ se partisse de Frankfurt em vez de Lisboa e o voo Lisboa-Frankfurt ficava apenas a 40€.
  • Muitos recomendam para não pesquisar voos em casa, ou seja, pesquisar num PC do local de trabalho ou em casa de um amigo e só depois de ter encontrado o voo ideal é que se faz a pesquisa em casa para finalizar a compra. No meu caso encontrei outra solução: depois de identificar o voo com o horário que mais me agradava apercebi-me no dia seguinte que o preço tinha aumentado e foi aumentando durante toda a semana… Então comecei a pesquisar para outro destino durante vários dias e quando voltei a procurar o voo que queria os preços já tinham baixado novamente para os valores que tinha visto inicialmente. Coincidência? Talvez. Mas não custa nada tentar!
  • Inscrevam-se com alguma antecedência na newsletter das companhias e motor de buscas para receber promoções para o destino que pretendem.

Geralmente o aeroporto de chegada é Bangkok por ser o mais rápido e mais barato, mas podem optar por chegar em Chiang Mai, Phuket, Krabi… 

2 – Quando Visitar a Tailândia

Para visitar a grande maioria do país: entre Novembro e Maior

Para visitar as ilhas do Golfo (Koh Tao, Koh phangan e Koh Samui): preferir os meses entre Junho e Outubro.

Também podem consultar o nosso artigo Onde e Quando Partir para Viajar?

3 – Os locais a não perder na Tailândia

Bangkok

Sendo a capital vale sempre a pena perder pelo menos 2 dias aqui e admirar os principais templos da capital, andar de tuk-tuk, comer um pad thai, passear pelos khlongs, fazer compras num mercado flutuante. As nossas peripécias em Bangkok e mais informações úteis aqui: Visitar Bangkok.

Em Bangkok não percam as seguintes atividades: Principais templos de Bangkok; Aula de Culinária, Visita de um mercado flutuante.

Ayutthaya

Antiga capital da Tailândia, uma cidade histórica com diversos templos e ruinas e muitas histórias para descobrir. Foi um dos nossos locais favoritos. Basta 1 dia para visitar a cidade, podem apanhar o comboio logo de manhã cedo e voltar de noite, ou seguir para Chiang Mai no comboio noturno. Podem ler o nosso artigo e guia completo sobre esta cidade aqui: Visitar ayutthaya.

Se preferirem podem visitar Ayutthaya desde Bangkok com guia, essa excursão inclui um passeio de barco: Excursão de 1 dia em Ayutthaya.

Tailandia Ayutthaya

Kanchanaburi

Para quem gosta de natureza e sossego. Aqui vale a pena dormir num bungalow flutuante sobre o rio Kwai, fazer kayak, tomar banho nas magníficas cascatas do parque de Erawan. Recomendo 2 dias no mínimo., mas também podem visitar num dia como nós.

Lopburi

Para quem gosta de macacos e ruínas. Um local divertido que pode ser visitado num dia

Chiang Mai

Capital cultural da Tailândia, o sítio ideal para fazer caminhadas com vistas estupendas, visitar templos sagrados, conhecer tribos locais, conviver com elefantes. O ideal é passar aqui no mínimo 3 dias. Recomendo ler o nosso artigo sobre Chiang Mai.

Em Chiang Mai não percam as seguintes atividades: Triângulo Dourado; Parque Nacional do Doi inthanon; Aula de culinária;

Muitos viajam até Chiang Mai para ter uma experiência com elefantes. Se quiserem conviver com esses majestosos animais escolham um santuário que protege realmente os elefantes. Tivemos bom feedback do seguinte santuário: Lanna Kingdom Elephant Sanctuary. Se optarem por visitar este santuário não se esqueçam de dar o vosso feedback para ajudar outros viajantes a fazerem uma escolha informada.

Chiang Rai

Vale a pena passar por lá nem que seja para admirar o incrível templo branco! Pode ser visitado num dia a partir de Chiang Mai.

Khao Sok

Para quem quer ficar isolado no meio duma paisagem surreal dormindo em bungalows flutuantes no meio do maior lago da Tailândia. Uma experiência única que necessita de pelo menos 2 dias. Tudo o que precisa saber sobre este lugar está aqui:  Visitar Khao Sok.

Tailandia Khao Sok

Phang Nga Bay

Uma grande baía com várias ilhas. Dormir em Koh Panyee, a única ilha com “hotel”, é uma experiência inesquecível. Basta 1 dia para dar a volta à baía.

Phuket

Uma ilha muito turística, com resorts e tudo o que faz falta para passar umas férias à americana bem caras. No norte da ilha ainda poderão encontrar praias quase desertas e preços mais acessíveis. Tudo sobre a praia deserta de Phuket aqui.

Ilhas Phiphi

Um incontornável da Tailândia e também o sítio mais caro do país! Necessita de pelo menos 2 dias para aproveitar a ilha e visitar a famosa Maya Bay, a ilha dos bamboos e a praia dos macacos. À noite o centro da ilha transforma-se numa discoteca ao ar livre junto à praia.  Tudo o que precisa saber para ficar sozinho na Maya Bay aqui.

Koh Lanta

Uma ilha mais a sul, muito menos turística com praias lindíssimas e desertas. Se gostam de bares e discotecas não vale a pena virem para aqui.

Ilhas Similan

Para uma estadia de sonho, praias paradisíacas e um dos melhores spots de mergulho.

Koh Samui, Koh Phangan e Koh Tao

Essas são as 3 ilhas do Golfe. A primeira com estradas alcatroadas e resorts é a mais turística, a do meio é conhecida pela Full moon Party (uma festa na praia que reúne milhares de pessoas) e a última é a ilha ideal para umas férias relaxadas num dos melhores sítios para fazer mergulho e snorkeling com paisagens dignas de um postal.

Outras ilhas pouco turísticas com praias paradisíacas: Koh Lipe (a ilha mais a sul da Tailândia), Koh Racha Yai, Koh Pu, Koh Yao Yai (ao lado de Phuket), Koh Rok perto de Koh Lanta entre muitas outras ilhas… 

Tailandia - Chiang Mai

 

A minha sugestão é começar por Bangkok, subir para o Norte (Chiang Mai e/ou Chiang Rai) e depois descer para sul para descansar e aproveitar as ilhas paradisíacas da Tailândia.

4- Onde dormir para visitar a Tailândia?

  • Bangkok

Este hotel fica no centro de Bangkok, perto dos principais pontos turísticos e a 500m de Khaosan road. Todos os quartos possuem casa de banho privada e ar condicionado. O pequeno almoço está incluído na tarifa. Nota no Booking: 9,2/10

Para mais informações e reservas: Innspire Bangkok

  • Chiang Mai

Este hotel fica no centro mesmo de Chiang Mai, possui uma linda piscina, um restaurante e um bar. Os quartos são espaçosos com casa de banho privada, TV, ar condicionado, varanda e o pequeno almoço está incluído. 

Para mais informações e reservas: Hotel Nawa Sheeva

  • Krabi

O melhor sítio para ficar alojado em Krabi é junto à praia de Ao Nang, têm muita oferta em termos de restaurantes, hotéis e atividades. Na praia de Ao Nang podem apanhar um barco de manhã para a praia de Railay Beach (apenas acessível de barco).

este hotel fica a poucos metros da praia e tem todo o conforto de um hotel de luxo com uma piscina, restaurante, bar. Os quartos são muito espaçosos com casa de banho privada, algumas têm uma banheira com vistas fabulosas.

Para mais informações e reservas: Pakasai resort

  • Phi Phi

Em Phi Phi Don talvez seja o sítio mais difícil onde encontrar um hotel com boa relação qualidade/preço. Por isso deixo aqui 2 sugestões:

Este primeiro hotel que sugiro é ideal para quem pretende relaxar longe da confusão do centro num hotel idílico mesmo em frente à praia:

Para mais informações e reservas: Phi Phi Island Village

A segunda opção é um hotel mais central, também possui uma piscina, os quartos estão todos equipados com TV e ar condicionado. O pequeno almoço está incluído na tarifa.

Para mais informações e reservas: P.P Palmtree Resort

Se forem poucas pessoas (4 ou menos) e se gostarem de viajar de mochila às costas sem saber se irão ficar 2 ou 3 noites em tal ou tal sítio, podem perfeitamente reservar apenas a primeira noite. Há sempre algum lugar livre, claro que os melhores hotéis, em época alta estão cheios, mas lugar arranjam sempre. 

Se ainda não encontraram o vosso hotel ideal podem fazer a vossa pesquisa aqui:



Booking.com

* Se realizarem a vossa reserva passando pelos links do nosso site estarão a ajudar a desenvolver os Destinos Vividos, e o melhor disto, é que não pagam nada a mais por isso 🙂



5 – Seguro para visitar a Tailândia

Este é sem dúvida uma parte muito importante. Uma amiga minha teve um acidente muito estúpido durante a viagem dela à Indonésia, estúpido no sentido em que pode acontecer a todos. Alugou uma bicicleta e caiu. À custa disso partiu a clavícula e teve de ser internada e depois repatriada. A “sorte” dela neste infeliz azar é que tinha feito um seguro pouco antes da viagem. Se tiverem dúvidas se devem ou não contratar um seguro ou se quiserem simplesmente perceber melhor as diferenças entre as coberturas dos diferentes seguros, recomendamos ler o seguinte artigo: Seguro de viagem.

Quanto a nós confiamos nos Seguros Iati, já tivemos de o ativar e foram mesmo impecáveis, muito céleres nas respostas e recebemos o nosso reembolso sem problemas. Gostamos tanto que acabamos por anular a nossa parceria com a World Nomads e fazemos agora uma parceria com eles porque acreditamos que são melhores, além disso têm uma grande vantagem: não cobram franquias ao contrário da grande maioria dos seguros. Graças à nossa parceria, os nossos leitores têm direito a 5% de desconto na compra de qualquer seguro! (Em troca nós ganhamos uma pequena comissão, portanto é win-win). Bem, afinal já são duas vantagens, mas ainda consigo encontrar uma terceira vantagem: têm atendimento em português! Para usufruir do desconto, basta passar pelos nossos links:

5% DE DESCONTO

 

6 – Transportes para visitar a Tailândia

Para longos trajectos o melhor é mesmo o avião, recomendo a Thai Airways, excelente companhia a preços low cost com bagagem e refeições incluídas. Outra opção a considerar se fizerem o trajecto Bangkok-Chiang Mai é o comboio nocturno que demora cerca de 12h. Tudo o que precisa saber sobre essa aventura aqui.

Em Bangkok andamos de táxi e de tuk-tuk. Andar de tuk-tuk é quase obrigatório numa viagem à Tailândia, mas cuidado com as burlas, é melhor especificar bem no início que não querem fazer desvios e que querem ir directamente a tal sítio. O táxi continua a ser o mais seguro, mas peçam sempre o taxímetro ou definem um preço antes de entrar.

Pessoalmente nunca alugaria um carro na Tailândia, excepto em cidades com muito pouco trânsito, porque a condução deles é mesmo impressionante.

Em Chiang Mai e nas ilhas podem alugar uma scooter para explorar ao vosso ritmo mas mais uma vez, mais vale pagar mais uns euros e escolher uma boa agência. Já ouvi falar de casos em que acabaram por pagar o triplo porque havia supostamente um risco que não existia antes, entre outras burlas…

7 – Onde comprar lembranças?

O melhor sítio para comprar lembranças fica sempre longe das grandes aglomerações de turistas obviamente. Por incrível que pareça Bangkok até é um dos melhores sítios para comprar lembranças, se souberem regatear claro, mas evitem comprar no mercado flutuante, pois aí os preços são inflacionados… Privilegiem os pequenos mercados de rua. Em Chiang Mai é tudo mais barato! Nas ilhas os preços chegam a duplicar e até mesmo triplicar! 

Experiência insólita na praia de Karon em Phuket: um homem tenta vender-me uma flauta feita por ele, aquilo até era giro e mostrei algum interesse. 300 bahts. Fiquei a olhar para ele com cara incrédula e disse logo que não. Propôs-me logo 200 bahts. Hum, mas não. Então e que tal 150 bahts?  Ao que eu respondi (a gozar porque já nem queria a flauta): “só a compro por 50 bahts”. O homem foi-se embora e eu voltei a deitar-me. Passado 10 min volta ele a correr a dizer que posso ficar com ela por 50 bahts. E foi aí que percebi que tinha sido roubada nas últimas duas semanas.

8 – Quanto custa uma viagem à Tailândia?

Isto é muito relativo e depende do tipo de viagem que pretendem. No nosso caso, foi uma viagem de mochila às costas em hotéis baratos mas confortáveis no início da viagem e hotéis ligeiramente melhores nas ilhas. Comemos principalmente em restaurantes, no hotel ou nas ruas (escolhendo sempre bem o sítio :p) sem grandes extravagâncias. O preço de uma refeição fica em torno de 2€. Fizemos praticamente tudo o que havia para fazer nas cidades que visitamos através de agências locais. Gastamos um total de 1650€ por pessoa com tudo incluído (voos, comida, dormida, lembranças…) para uma estadia de 3 semanas

tailandia budget

 

Mais informações sobre o nosso roteiro pela Tailândia no nosso artigo Tailândia | Roteiro de Viagem

-

AS FERRAMENTAS INDISPENSÁVEIS PARA ORGANIZARES A TUA  VIAGEM:

Podes encontrar aqui os melhores voos: Skyscanner ou Momondo

Para encontrares as melhores promoções e reservares o teu alojamento recomendamos o Booking

Não te esqueças de contratar um bom seguro de viagem, os Seguros Iati têm atendimento em português, são especializados em viagem e não cobram franquia! Se realizares a compra através do nosso link tens direito a 5% de desconto em qualquer seguro.

Procura as melhores excursões e compra os teus bilhetes para as melhores atrações na GetYourGuide

Poupa em taxas de levantamento usando o Cartão Revolut.

-

BLOGUE MEMBRO DA ASSOCIAÇÃO DE BLOGGERS DE VIAGEM PORTUGUESES

blogue viagens

-

12 thoughts on “Visitar Tailândia | Guia e Dicas de viagem

  1. Adorei este guia prático e ainda mais as fotos, vou levar em consideração quando lá for em outubro. Uma questão, o orçamento da alimentação foi baseada nas bancas de rua ou em restaurantes tambem? estou com muito medo mesmo da alimentação por lá

    1. Olá Luís,
      O orçamento foi baseado principalmente em restaurantes, só comemos comida de rua uma vez em Bangkok na Khaosan road. Muitas refeições já se encontravam incluídas nas nossas atividades como a caminhada de 2 dias em Chiang Mai, a visita dos templos de Chiang Mai, os 2 dias em Khao Sok… Não tenha receio e opte pelos sítios que tenham muitos locais na fila, é sempre bom sinal 😉
      Boa viagem!

  2. ola,
    quando reservamos o bilhete para a tailandia, depois como fazemos para viajar ate as ilhas phuket ou phi-phi? fazemos directamente na ilha? essa parte ainda nao consegui perceber muito bem :s

    obrigada

    1. Olá Joana,
      Não sei se percebi bem a sua pergunta, está a referir-se à melhor maneira de ir de Bangkok para as ilhas? se for esse o caso o melhor é comprar um voo Bangkok-Phuket e depois de chegar ao aeroporto de Phuket tem de ir até Phuket Town e apanhar um ferry para as ilhas Phi Phi que sai de Rassada Pier (pode comprar o bilhete de ferry no próprio dia). O voo Bangkok-Phuket convém ser comprado antes.
      Espero ter esclarecido a sua dúvida
      Boa viagem 😉

  3. Olá. Achei bastante interessante e uma garnde ajuda para quem, como eu, tencione fazer em breve uma viagem a tailandia.
    No entanto não percebi como se deslocou de Chiang Mai para Chiang Rai, e de seguida para Phuket. De phuket para khau sok foi de aviao?e depois de taxi? A partir daqui como se desloca para as restantes ilhas? (phi phi, kohlanta).

    No final da viagem onde apanha o voo de volta para a Europa?

    Obrigada
    Ines

    1. Olá Inês
      Nós não chegamos a ir até Chiang Rai, mas pode ir de táxi, autocarro ou de avião. Para Phuket fomos diretamente de avião desde Chiang Mai, é sem dúvida o melhor meio de transporte se viaja com tempo limitado. De Phuket para Khao Sok explico neste artigo: Khao Sok
      Daí fomos de táxi até o sul de phuket de onde apanhamos um ferry até as ilhas, mas também pode apanhar o ferry em Krabi que a meu ver é bem mais interessante que Phuket, principalmente Ao Nang, Railay beach…
      Depois voltamos de avião para Bangkok onde ainda passamos 1 dias antes de regressar.
      Espero ter ajudado.
      Boa viagem!

  4. Boa tarde Marina.
    Desde já agradeço por toda a informação disponibilizada.
    Visto que vou viajar para a Tailândia em Novembro, todos os conselhos são úteis.
    Gostaria só de perguntar, se fez marcação antecipada dos hotéis?
    O motivo da minha pergunta, é porque tenho os voos marcados, mas como quero fazer esta viagem de mochila às costas, ainda não marquei nada…
    Sinceramente nem estou a pensar fazer, por isso a minha pergunta.
    Obrigado.
    Vasco Vaz

    1. Olá Vasco
      Pessoalmente preferimos viajar já com tudo reservado para não perder tempo durante a viagem a encontrar alojamento. Além disso, reservando com antecedência encontramos hotéis com melhor relação qualidade/preço. Mas há quem goste de viajar sem nada planeado, é uma questão de gosto pessoal.
      Espero ter ajudado. Boa viagem!

  5. Olá
    Adorei o artigo, super objectivo e pratico.
    Uma questão, nas visitas que fizeram a Kanchanaburi, Ayutthaya , aos Templos nas cidades e outras atracções, optaram por agências locais, através do hotel ou de “rua” e nesse caso, recomendam alguma em particular, quer em Bangkok, quer em Chiang Mai (daqui queremos ir a Chiang Rai)?
    Obrigada
    Maria

    1. Olá Maria
      Como éramos muitos optamos por ir de táxi privado, mas o mais económico quando se viaja sozinho ou a dois acabam por ser os transportes públicos. Existem autocarros para Kanchanaburi e comboios para Ayutthaya muito baratos, mas existem outras alternativas que pode ver aqui: Visitar Ayutthaya.
      Em Chiang Mai o melhor é passar por agências locais, pode reservar antecipadamente aqui: Excursões e atividades em Chiang Mai.
      Espero ter ajudado. Boa viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *