Bali e Lombok | As nossas dicas

Índice do Artigo

Partilha >>>

Recebi muitas mensagens durante e após a nossa viagem a Bali e Lombok na Indonésia. Muitas dúvidas sobre o que visitar, onde ficar, onde trocar dinheiro etc. Sei o quão importante e quão difícil pode ser a fase pré-viagem, as dúvidas são muitas para preparar uma viagem de sonho. Por isso, decidi reunir todas as informações úteis num só artigo. Espero assim conseguir ajudar-vos a organizar a vossa viagem à Indonésia.

Gili Trawagan

Resumo da viagem

Quando: Junho 2017

Duração da viagem: 14 dias (5 dias em Bali + 5 dias em Lombok + 4 dias nas ilhas Gilis)

Locais visitados: Ubud, Munduk, Amed e Sidemen em Bali, Sul de Lombok, Gili Trawagan e Gili Meno.

Voos: Voamos com a British Airways, fizemos escala em Londres e em Doha por 686€ por pessoa ida e volta saindo de Lisboa.

Deslocações internas: Voamos de Bali para Lombok (30 min de voo), de Lombok apanhamos um barco até Gili Trawagan. Apanhamos depois o ferry público para Gili Meno e regressamos a Bali de barco.

Bagagem: uma mochila de 50 L por pessoa aceite em cabine + 1 pequena mochila de 15L para o dia à dia dobrada na mochila grande.

Orçamento: 1365€/pessoa com tudo incluído (voos, alojamento, motorista em Bali e Lombok, gasolina, alimentação e atividades/visitas)

roteiro bali e lombok

Melhor altura para visitar a Indonésia

A melhor altura para se visitar a Indonésia é durante a época seca, entre Maio e Outubro. Nos meses de Maio e Junho encontrarão paisagens no seu pleno esplendor, mas ainda poderão apanhar dias de chuva. A nossa viagem foi na segunda quinzena de Junho e apanhamos 1 dia inteiro de chuva em Lombok, bem como vários aguaceiros e tempo nublado em Bali. Achamos o tempo maravilhoso nas ilhas Gilis, apesar das nuvens que rodeavam os vulcões de Bali e Lombok, as ilhas permaneceram sempre com um céu azul.

Formalidades para visitar a Indonésia

Um passaporte com 6 meses de validade a partir da data de regresso é indispensável. Para estadias inferiores a 30 dias não é preciso visto.

Relativamente às vacinas, para além de ter o plano de vacinação atualizado convém estar vacinado contra a Hepatite A e a Febre Tifóide. A vacina da encefalite japonesa só está recomendada para estadias superiores a 30 dias em zonas rurais.

art market ubud
visitar ubud

Como chegar à Indonésia ?

Recomendo sempre pesquisar primeiro num site que compara as diferentes companhias aéreas, como o site Skyscanner. Depois de encontrarem o melhor voo recomendo comprar diretamente no site oficial da companhia aérea. Por enquanto ainda não existem voos diretos para a Indonésia. No nossa caso partimos de Lisboa e fomos na Qatar Airways (que recomendamos) fizemos escala em Londres e no Qatar antes de aterrar em Denpasar. Decorreram cerca de 30h desde a nossa saída de Lisboa até chegar à Indonésia. Compramos os voos no site da British Airways com 5 meses de antecedência e pagamos 680€ ida e volta.

Outra alternativa é fazer escala em Bangkok ou Singapura e ficar lá 1 ou 2 noites para visitar e daí apanhar um voo direto para Denpasar. Se repetisse a viagem era o que eu faria porque foram muitas horas seguidas entre os voos e as escalas.

Tanjung Aan lombok

Onde ficar a dormir em Bali ?

Uma das cidades que mais adoramos foi Ubud. Para além da sua localização central, a cidade oferece uma grande variedade de restaurantes, hotéis e actividades. Os preços são mais competitivos e arranjam facilmente um táxi/carro/moto para fazer excursões. Tudo o que fizemos no nosso roteiro é fazível partindo sempre de Ubud. Podem fazer como nós e Contratar um motorista.

Se preferirem um lugar mais sossegado, existem várias Vilas nos arredores de Ubud com piscina e vista para os arrozais. Sidemen também é uma boa alternativa para quem procura sossego, mas a oferta em termos de restaurantes e hotéis é bem menor que em Ubud.

Para conhecer bem a cultura do país e ter uma experiência mais autêntica, recomendo ficar em casas balinesas ou pequenos hotéis familiares em vez dos grandes hotéis. Possuem piscinas e todo o conforto dos grandes hotéis. Nunca vi tanta escolha no Booking com preços tão baratos e tão boa pontuação como em Ubud, foi difícil escolher! 

Que cuidados ter em Bali e Lombok?

É preciso manter os cuidados base de higiene: nunca bebam água que não seja engarrafada, evitem bebidas com gelo e sítios que demonstram má higiene. Só ficamos doentes uma vez e foi por termos sido “obrigados” a comer o pequeno almoço num hotel com péssimo aspecto, a comida não nos soube bem, mas como íamos subir o Rinjani precisávamos mesmo de comer para ter forças… o que vale é que tivemos de desistir de subir por causa do tempo, não sei o que teria sido feito de nós em cima do vulcão doentes.

Na descida do Rinjani, o Axel torceu o pé. No dia seguinte o pé parecia uma batata preta assustadora. Quisemos ativar o nosso seguro de viagem, na altura era da World Nomads, mas a franquia era demasiado alta para compensar. Na altura não percebíamos muito de seguros, entretanto descobrimos os Seguros Iati. Para além de não terem franquias, não é preciso adiantar dinheiro em caso de problema de saúde! Têm um atendimento em português e os preços são muito competitivos. Se compararem diferentes seguros de viagem irão facilmente perceber que têm a melhor relação qualidade/preço. Os nossos leitores têm ainda direito a 5% de desconto na compra de qualquer seguro! Para usufruir do desconto basta carregar na imagem que segue.

É seguro conduzir na Indonésia?

Não. A verdade é mesmo essa, não achei de todo seguro conduzir por lá. Que seja em Bali ou em Lombok, a condução deles é mesmo perigosa e caótica, não parece haver regras. Só me vem à cabeça esta expressão francesa que resume bem a situação: “ça passe ou ça casse“. Para além da condução caótica, a grande maioria das estradas parece ter sido feita para uso exclusivo de motos, as estradas são bem estreitas, mas passam por lá camiões! Os carros ultrapassam as motos, as motos ultrapassam-se entre elas ultrapassando os carros ao mesmo tempo e ainda ultrapassam nas curvas, achando que por apitar tornam essa manobra segura. Apanhamos vários sustos de táxi e vimos vários turistas com grandes feridas nas pernas e braços devido a acidentes de moto.

Além disso não existem seguros para o aluguer de carro e de moto. Para não andarmos sempre preocupados a conduzir preferimos optar por um motorista. Ficou-nos apenas 15€ mais caro por dia e tivemos um táxi/guia espectacular que nos fez conhecer a ilha dele com seus olhos e relatos. Podem contratar o vosso motorista aqui: Motorista em Bali.

visitar ubud scooter

É seguro viajar com crianças em Bali e Lombok?

Nunca nos sentimos inseguros em Bali nem nas ilhas Gilis. Em Lombok achamos o povo menos acolhedor e os donos dos hotéis desaconselharam-nos a andar sozinhos de noite.

A nível da comida há sempre restaurantes mais europeus para satisfazer as crianças e podem sempre pedir frango com arroz em qualquer warung. Nos supermercados tem de tudo como na Europa.

lombok

Como se deslocar entre Bali /Lombok e nas ilhas Gilis

Avião

A forma mais rápida e mais barata para quem pretende visitar Lombok. O voo dura cerca de 20-30 min e custa ~20-30€. As duas companhias aéreas que efectuam esse voo são a Garuda Indonesia e a Air Lion. Ouvimos falar que os atrasos eram frequentes com a Air Lion então optamos pela Garuda Indonesia. O avião é pequeno, mas servem um lanche com bebidas e não houve atrasos. Do aeroporto de Lombok até Kuta Lombok o táxi custa menos de 100 000 rupias.

Barco

Uma boa opção para quem quer ir directamente de Bali para as ilhas Gilis sem passar por Lombok. Os bilhetes custam ~30-40€, mas também os há por 50€. A melhor companhia segundo as reviews que lemos na net é a Gili Getaway, é mais rápida porque vai directamente das ilhas Gilis a Bali demorando cerca de 2h. Não há atrasos e o barco é ligeiramente maior. O bilhete só de ida custa 675 000 rupias(~45€), ida e volta são 1 250 000 rupias (~83€). Podem comprar os bilhetes online no site deles. São os únicos que efectuam a ligação entre Gili Gede, Gili Trawagan e Bali, uma boa opção para quem quer ir por exemplo de Sekotong directamente para as ilhas Gilis.

Apesar de saber isso quisemos comparar os preços directamente em Gili Trawagan, fomos abordados por um homem que tinha uma tenda na avenida principal e propunha a viagem por apenas 300 000 rupias dizendo que era igual à Gili Getaway (ingénuos). Não sei se foi pelo cansaço ou simplesmente por estupidez, mas aceitamos e viajamos então pela Semaya One. Resultado: 1h de atraso, 4h dentro do barco em vez de 2h e ao chegar a Padang Bai, o suposto transporte privado para o aeroporto era um shuttle bus que iria demorar 3 a 4h para lá chegar.

Encontramos recentemente uma forma mais económica e igualmente segura para viajar entre Bali e Gili. Este barco custa apenas 38€ por pessoa, inclui transfere desde o hotel e funciona nos dois sentidos. De Bali parte de Serangan em direcção a Gili Trawagan ou Gili Air.

Ferry público

Existe um barco público que faz a ligação entre as 3 ilhas Gilis, o trajecto entre cada uma delas demora cerca de 15 min, existem vários horários que podem consultar directamente no local de embarque. Só podem comprar o bilhete no próprio dia da viagem e custa 35 000 rupias.

Qual a melhor ilha entre as três Gili?

Esta é uma pergunta muito recorrente, e como já disse a muitos viajantes, tudo depende daquilo que procuram. A maior das três, Gili Trawagan, tem muita oferta em termos de restaurantes, bares e hotéis. É conhecida por ser a ilha low cost e da festa, por isso torna-se mais difícil encontrar uma praia sossegada. Estivemos lá 2 dias, nunca fomos incomodados por barulho apesar de estar num hotel próximo da avenida principal. Conseguimos encontrar praias relativamente sossegadas e foi nesta ilha que vimos o mais lindo pôr do sol da viagem. Acabou por ser uma agradável surpresa.

A mais pequena, Gili Meno, também é conhecida como a Honeymoon island. Muito mais calma que as suas vizinhas, Gili Meno é o lugar ideal para casais que procuram sossego, praias desertas e bons restaurantes. No entanto, a oferta em termos de restaurantes e hotéis é mais escassa e por isso os preços são mais altos. A praia frente ao hotel Gazebo é simplesmente deslumbrante. Pessoalmente foi a minha ilha favorita.

Não nos podemos pronunciar sobre a terceira ilha, Gili Air, mas pelo que nos disseram trata-se de um misto entre as duas outras e as praias não são tão bonitas.

Se optarem por ficar apenas numa das 3 ilhas, podem sempre fazer uma excursão de snorkeling, passam todas pelos melhores spots das três ilhas. Podem reservar aqui: Snorkeling nas ilhas Gilis.

Onde trocar dinheiro?

Fora do aeroporto! Peçam ao vosso táxi para vos levar a uma casa de cambio antes de vos deixar no hotel, mas vejam antes a taxa de cambio para ter uma noção se estão a ser enganados ou não. As boas casas de cambio têm taxas muito semelhantes às que se encontram na net. Para terem uma ideia quando saímos de Portugal a taxa de cambio na net era esta: 1€= 14 800 rupias, numa casa de cambio em Ubud: 1€=14 650 rupias e no aeroporto 1€=11 500 rupias.

destinos vividos

Olá !

Somos a Marina e o Axel, um casal ¾ português e ¼ francês, que viaja sempre que pode. Com este blogue queremos mostrar-te a nossa maneira de viajar, totalmente personalizada e totalmente livre, longe dos aborrecidos roteiros pré-feitos que abarrotam de turistas.

Queremos ajudar-te a viajar mais e melhor e, como nós, ser feliz a Viver cada Destino.

Últimos Artigos

Seguro de Viagem

Os Seguros Iati são seguros de viagem com excelentes coberturas, com atendimento em português e sem franquias!  Falamos por experiência própria. Já tivemos de accionar o nosso seguro e foram mesmo impecáveis. 

Por confiarmos neles, decidimos criar uma parceria. Os nossos leitores têm assim direito a 5% de desconto na compra de qualquer seguro IATI.

Reservar Hotel

Reserva o teu alojamento com antecedência para usufruir das melhores ofertas. Muitos hotéis têm cancelamento gratuito no Booking, a plataforma que usamos sempre nas nossas viagens.



Booking.com

Newsletter

Junta-te a nós e recebe as novidades em primeira mão ! Irás receber no máximo um email por mês com as últimas novidades.

Instagram

Partilhamos as nossas viagens em direto no Instagram. Acompanha as nossas aventuras por lá.

Melhor Mochila

Vê aqui como escolher a melhor mochila para viajar e poupar dinheiro com a bagagem!

This Post Has 30 Comments

  1. Paula

    Olá! eu vou fazer uma viagem à indonésia este ano e tenho planeado ir a Bali, Lombok e Gili. A minha dúvida está nos locais aos quais devo ir em Bali… o único que tenho a certeza que não quero perder é UBUD mas para os outros precisavam de ouvir mais opiniões.
    Na viagem de carro que fala no texto foi feita desde UBUD? Onde reservaram mais hoteis?

    obrigada!!

    1. Marina Ponto Santos

      Olá Paula, ficamos 2 noites em Ubud, 1 noite em Munduk, 1 noite em Amed e 1 noite em Sidemen, fizemos os trajectos todos com um táxi/guia que nos acompanhava durante o dia e nos levava ao destino seguinte. Se prefere ficar mais parada recomendo por exemplo 3 noites ubud e 3 noites Amed 😉

      1. Sá Pinto

        Olá Mariana,

        Parabéns pela excelente descrição da viagem.
        Tenho algumas questões que tenho curiosidade..
        Foram diretamente de Munduk para Amed?
        Lembra-se que caminho seguiram (se mais a norte junto à costa ou mais pelo centro)?
        É qual foi o tempo de viagem?
        A viagem foi feita depois das visitas programadas em Munduk? Ou seja, final do dia?

        1. Marina Ponto Santos

          Olá
          Inicialmente estava previsto irmos directamente de Munduk para Amed, infelizmente ao sair de ubud para Munduk esquecemos os carregadores da nossas maquinas fotograficas no hotel e só nos apercebemos ao chegar a munduk. O nosso guia/motorista foi muito simpático, visitamos o que estava planeado no dia seguinte e no fim fez um enorme desvio por Ubud (já ao anoitecer) antes de seguir para Amed (essa viagem durou umas 3h ou mais).Cuidado com os tempos de trajecto indicados no google pois não são fidedignos! Pode acrescentar facilmente 1h.
          As viagens eram sempre feitas após as visitas ao final do dia, mas a ideia entre munduk e Amed era parar em alguns miradouros e cascatas porque a distância ainda era grande.
          Espero ter ajudado
          Boa viagem

          1. Sá Pinto

            Olá..sim, uma excelente dica 🙂

  2. Joana

    Olá 🙂
    Antes de mais os parabéns pelo blog… tenho aprendido imenso!
    Peço-vos assim ajuda para o seguinte: planeamos ir de lua de mel a Bali, à volta de 9 dias, e dos orçamentos que nos deram indicam sempre o mesmo hotel/resort/…, em Sanur… acontece que não é o que espero, não me parece que tenha “a alma” de Bali, e penso que a zona não é a melhor para conhecer a ilha, e quem sabe, dar um salto às Gili por ex.
    Já temos um guia turístico planeado, mas não consigo fechar a viagem por isto mesmo! Quero um sítio com a alma de Bali, aquela piscina com vista, aquele pequeno almoço, …

    Antes de mais, obrigada!

    1. Marina Ponto Santos

      Olá Joana,
      Muito obrigada, é bom ter esse feddback 😉
      já viu as nossas sugestões de hotéis em Ubud e Amed?
      Aproveito também para lhe deixar outra sugestão para uma viagem mais económica e personalizada: Roteiros Personalizados
      Se ficou com alguma dúvida não hesite em perguntar. Boa viagem!

  3. Adriana Cunha

    Olá
    com quanto tempo de antecedência foram à consulta de viajante e tomaram as vacinas?
    qual foi o custo?
    obrigada 🙂

    1. Marina Ponto Santos

      Olá Adriana, fomos 4 meses antes, não tivemos de tomar vacinas pois já as tínhamos feito para outra viagem (Febre tifóide, hepatite A). A vacina da febre tifóide é dada no centro de vacinação, não me lembro do custo, já foi há mais de 2 anos.
      Boa viagem

  4. Angela Ribeiro

    Olá!
    Parabéns pelo artigo, é esclarecedor.
    Estou a viajar sozinha e vou no final do mês para
    Lombok, penso ficar em Kuta Lombok. Não conduzo mota. É fácil arranjar
    transporte para nos deslocarmos a outra praia durante o dia?
    Existem mototaxis? Pelo q já li não funciona lá a Uber nem Grab.
    Obrigada!
    Boas Viagens

    1. Marina Ponto Santos

      Olá Angela!
      Muito obrigada pelo feedback 🙂 Arranja com facilidade transporte, mas não fica barato! É preciso saber regatear muito bem ou então apanhar um táxi e pedir para ligar o taxímetro. Vimos mototaxis em Bali, em Lombok não…
      Boa viagem!

  5. Sara

    Olá, parabéns pelo blog, as vossas partilhas são muito boas.
    Como se deslocaram em Bali e em Lombok? Ficaram com contactos de alguém de referência?
    Obrigada

    1. Marina Ponto Santos

      Olá Sara, obrigada*
      Em Bali viajamos sempre com o Eka, ele tem uma página facebook: “Eka Journeys”
      Em Lombok foi o hotel que nos arranjou um táxi, mas não guardamos o contacto dele porque era doido a conduzir.
      Espero ter ajudado,
      Boa viagem!

      1. Sara

        Obrigada Mariana. Em lombok é facil deslocarmo-nos? Tou com algumas duvidas de como nos deslocarmos no sul dr lombok…
        Obrigada pelas informações.

        1. Marina Ponto Santos

          Olá Sara,
          Optamos por andar sempre de táxi, combinamos com o hotel e foram eles que encontraram um táxi de “confiança” (mas a condução deles é perigosa!)
          Boa viagem 😉

      2. Sara

        Olá Marina! Que hotel vos arranjou esse motorista doido a conduzir? É que vou ficar no mesmo hotel que vocês em sekontong, foi esse?
        Obrigada!

        1. Marina Ponto Santos

          Olá Sara,

          Contratamos 2 táxis diferentes e eram ambos malucos a conduzir. Um foi reservado através do nosso hotel em Kuta e o segundo foi pela agência de trekking para o monte Rinjani que nos veio buscar a Sekotong. Eles conduzem todos muito mal em Lombok (e em Bali).

          Boa viagem 😉

          1. Sara

            Obrigada! Não quer dizer que seja bom, mas não é o mesmo já é uma esperança. 😊

  6. Margarida Melo

    Boa tarde. Acabei de ler agora toda a descrição que fez da viagem. Aconselha a ficar sempre em ubud e visitar todos os arredores ou ir ficando em hotéis nos diferentes sítios?

    1. Marina Ponto Santos

      Olá Margarida,
      É possível ver tudo a partir de Ubud, mas acaba por perder mais tempo em trajectos, tudo depende daquilo que prefere… Nós optamos por ficar sempre em sítios diferentes, mas é outro conforto ficar sempre no mesmo hotel 😉

  7. Tania Maria

    Ola, Marina

    O que acha de ficar do meu projeto de ficar 4 dias em Ubud e 3 em Seminyak?
    Pode dar uns pitacos nesse meu roteiro por favor?

    1o Dia
    Sagrada Floresta dos Macacos
    Pura Gunung Lebah
    Campuhan Ridge Walk
    Art Market – Pasar Seni Ubud
    Templo Saraswati
    Ubud Palace
    Massagem Balinesa
    Jantar com dança balinesa

    2o Dia –
    Kertha Gosa – Palácio de Klungkung
    Pura Besakih
    Tirta Gangga
    Ulun Danu Batur
    Pura Tirta Empul
    Pura Gunung Kawi
    Tegallalang Rice Terrace

    3o. Dia –
    Pura Ulun Danu Beratan
    Cachoeira de Munduk
    Jatiluwih

    4o Dia –

    Como ainda tenho esse dia, tem sugestao ou mudo de hotel para Seminyak?

    5o Dia

    Sair bem cedinho de Ubud – Antes de chegar em Seminyak – Vamos para o Templo Pura Tanah Lot

    Depois
    Seminyak Village
    Seminyak Square
    Masceti Temple
    Beach Club – Ku de Ta 

    6o. Dia – Tour Praias

    Dreamland Beach / Padang Padang / Uluwatu Beach / Pandawa Beach / Nusa Dua / Water Blow / Jimbaran Beach

    7o Dia
    Potato Beach

    Na parte da tarde
    Templo Uluwatu
    Espetáculo de Dança (Kecak Dance)

    8o Dia – Viagem de retorno

    1. Marina Ponto Santos

      Olá Tânia,

      O 2º dia é impossível! O templo Tirta Gangga fica na ponta este da ilha, não está a ter em conta o trânsito verdadeiramente caótico da ilha. O templo Ulun danu Batur não vale a pena… Mesmo tirando esses 2 templos continua a ser muita coisa para um único dia. Visitar um templo a correr não vale a pena, assim nem consegue participar nos rituais. Eu visitaria apenas o gunung kawi, tirta empul e os terraços de arroz no 2º dia e assim no 4º dia já poderia visitar o Besakit juntamente com o Tirta Gangga.

      Também não entendo o 6º dia, qual o objectivo? pisar a areia de cada praia e sair logo? Assim nem aproveita a beleza do local. Eu escolheria 2 praias no máximo, uma para aproveitar de manhã e outra de tarde, mas tudo depende daquilo que pretende.

      o resto da viagem parece-me bem 😉

  8. Inês bate

    Olá. Estou a adorar o blog e acho q me cai dar muito jeito para a viagem que pretendo fazer… queria só colocar uma questão… se tivessem.optado por java como se deslocaram para as ilhas gili? Ou voltavam de novo para ubud/bali?
    E das ilhas para voltar para portugal onde apanham o voo?

    Beijinhos
    Obrigada

    1. Marina Ponto Santos

      Olá Inês
      O melhor para visitar a ilha de Java é começar por essa ilha, seguir para Bali e acabar nas ilhas Gilis, mas o ideal seriam 3 semanas para este roteiro.
      Das ilhas Gilis o melhor é apanhar o barco até Bali com transfer para o aeroporto de Denpasar: Como chegar às ilhas Gilis
      Boa viagem 😉

  9. Isabel Santana

    Olá Marina ,
    Obrigada por partilhares a tua experiência, ajuda bastante para planear e organizar tudo.
    Marquei 5noites em ubud 2em musa lemb e 4noites em gili t.

    Podias dizer como marcaste online o táxi do aeroporto para ubud PF?
    Para fazer tours aconselhas procurar lá no local ou levar já marcado. Recomendas algum?
    Que zona de gili t tem praias mais bonitas e com menos pedras? Marquei para o hotel ponte Villas mas estou um pouco receosa.
    Quanto ao transporte nusa para gili t sabes qual é a melhor qualidade/preço?
    Beijinho

    1. Marina Ponto Santos

      Olá Isabel,

      Para o transfere do aeroporto podes contactar diretamente o Eka, ele tem uma página Facebook chamada “Eka journeys”, andamos sempre com ele pela ilha e recomendamos a 100%. Preferimos andar com ele do que contratar excursões que iam ficar bem mais caras e menos personalizadas. Ele levou-nos onde queríamos, mostrou-nos miradouros e cascatas lindíssimas e ia sempre contando histórias interessantes sobre cada local e sobre a cultura da ilha em geral.
      Em Gili T só ficamos 1 dia e meio, foi uma paragem que não estava prevista, o nosso objectivo eram as praias de Gili Meno que são bem mais giras principalmente a praia em frente ao hotel Gazebo. Nas gilis, de um modo geral, vale a pena alugar uma bicicleta e dar a volta para procurar praias mais sossegadas.
      Sobre os transportes escrevi um artigo “Como se deslocar nas ilhas Gilis

  10. Sandrrrrrinha

    Olá, muitos parabéns pela qualidade da escrita e das fotos e pela disponibilidade! Sou uma apaixonada por Yoga e Meditação e revejo me completamente no teu conceito de viagem… quero ter tempo para “sentir” Bali pelo que estou a hesitar… tenho 5 dias previstos para Ubud e tencionava seguir para 3 dias/2 noites nas Gili e acabar nas Nusa… só que agora estou a pensar no treking para o Monte Batur e estou a hesitar… desisto das Gili e marco uma noite junto ao lago Batur para fazer o treking ou mantenho as Gili?? Estou com receio de estar com demasiadas coisas e muito tempo de barco etc…. o que te parece??
    Estava a pensar desistir da mala da viagem e levar uma mega mochila… parece te bem?
    Gratidão!!

    1. Marina Ponto Santos

      Olá Sandra
      Que bom ler mensagens dessas! No teu caso recomendaria ir para as Gilis e esquecer o monte Batur. Infelizmente o monte Batur tornou-se muito turístico com preços exorbitantes e um ambiente que não se enquadra no espírito de Bali.
      Relativamente à mochila concordo a 100%. Usamos apenas mochilas nas nossas viagens, temos uma de 50L que nos acompanha sempre, nunca tivemos de as despachar o que torna o processo mais fácil quando chegamos. Numa viagem à Indonésia torna-se ainda mais importante levar mochila, pois o barco nas gilis pára dentro da água e é preciso carregar a mochila dentro da água (a agua fica pelos joelhos) e depois na areia…
      Podes ler o nosso artigo sobre a Melhor mochila para viajar.
      Qualquer dúvida não hesites em perguntar! Boa viagem

  11. João Santos

    Olá Marina! Em primeiro lugar os meus parabéns pelo blog fantástico e o meu agradecimento pela partilha das vossas experiências que ajuda muitas pessoas a escolher o destino de férias.
    Somos 2 casais com 3 filhas (duas de 13 e uma de 8) e estamos indecisos entre 2 destinos completamente diferentes pois as miúdas mais velhas adoravam ir a Nova Iorque ( e nesse caso complementávamos com um destino de praia) mas “quem manda” está mais virado para Indonésia (mais propriamente Bali) ou um circuito na Tailândia.
    Qual o conselho que nos dá tendo em conta que temos as adolescentes/crianças? Entre Indonésia e Tailândia tendo em conta a vossa experiência qual acha ser a melhor opção?
    Muito obrigado de desejo que continuem a viajar muito pois é o que adoram fazer e para poderem partilhar as vossas experiências!!!!

    1. Marina Ponto Santos

      Olá João
      Tanto a Indonésia como a Tailândia são excelentes destinos para viajar com adolescentes/crianças. A minha escolha tende ligeiramente mais para a Tailândia por dois principais motivos: primeiro, pelo acesso mais fácil (voos mais rápidos com menos escalas). Segundo, pela maior diversidade em termos de atividades. Espero ter ajudado, se tiver dúvidas sobre o itinerário não hesite em perguntar 😉
      Boa viagem

Deixe uma resposta