Visitar Dubrovnik | Guia e dicas de viagem

Índice do Artigo

Partilha >>>

Visitar Dubrovnik foi, para nós, uma agradável surpresa. O que era para ser apenas um porto de chegada e de partida, revelou-se ser uma bela descoberta entre mar e montanhas. Uma cidade que combina na perfeição belos monumentos, uma boa gastronomia, praias paradisíacas e uma meteorologia propícia ao banho de Maio a Outubro. Quem é que não se apaixona por estas ruelas de mármore rodeadas por edifícios barrocos e o brilho do mar Adriático em fundo de tela?

 Para ler o nosso artigo mais completo sobre esta viagem é por aqui: Roadtrip de uma semana pelo Balcãs

[su_spoiler title=”HISTÓRIA DE DUBROVNIK” style=”fancy” icon=”chevron”]

O encanto e a beleza de Dubrovnik reside também na sua longa e fascinante história. Durante os seus muitos séculos de existência, Dubrovnik estabeleceu-se como uma cidade independente, poderosa e influente. A sua localização privilegiada na intersecção das principais rotas marítimas e comerciais, bem como o seu porto seguro (graças à protecção conferida pelas ilhas em frente) permitiu o desenvolvimento de um importante comércio marítimo.

A sua história é marcada por invasões bárbaras e por rivais poderosos. Acredita-se que Dubrovnik foi fundada no século VII, quando tribos croatas invadiram a área para se esconder dos bárbaros, construindo uma muralha. Dubrovnik estabeleceu-se rapidamente como uma cidade comercial e apesar das circunstâncias históricas turbulentas, lutou para preservar a sua autonomia comercial.

O verdadeiro período de prosperidade de Dubrovnik começou com a fundação da República de Ragusa (ou República de Dubrovnik) no século XV. Era uma república aristocrática independente, com autoridade própria, moeda própria e uma bandeira com a efígie de São Blaise, o santo padroeiro da cidade.

A República de Ragusa foi o primeiro país europeu a abolir a escravidão!

O período de prosperidade atingiu o seu apogeu no século XVI graças ao desenvolvimento do comércio marítimo, fazendo de Dubrovnik um dos portos comerciais mais famosos do mundo. A segurança e o desenvolvimento financeiro deu origem a realizações artísticas magníficas nas áreas de arquitetura, urbanismo, poesia, literatura e ciência. Alguns dos artistas e cientistas croatas mais notáveis da Europa viveram em Dubrovnik nessa altura, deixando uma marca indelével, como Marin Držić, Ivan Gundulić e Ruđer Bošković. Os edifícios mais famosos deste período são a Igreja de St. Blaise, a Catedral de Dubrovnik e o Palácio do Reitor.

[/su_spoiler]

PARA SE LOCALIZAREM:

Como chegar?

Existem diversas opções, mas infelizmente ainda não existe nenhum voo directo entre Portugal e Dubrovnik. Existe sim um voo directo de Lisboa para Zagreb, a capital croata. O voo mais barato que encontramos para Dubrovnik foi o voo operado pela Norwegian Airlines com um voo directo Barcelona-Dubrovnik a partir de 80€ ida e volta (também tem voos directos para Zagreb pelo mesmo preço). Quando compramos estavam a 90€ ida e volta e compramos depois os voos Porto-Barcelona pela TAP por 98€ ida e volta.

Também podem comprar voos directos Lisboa-Zagreb pela Croatia Airlines e chegar a Dubrovnik de carro. Façam simulações para saber os preços do aluguer de carro em cada um dos aeroportos, não se esqueçam que a grande maioria das agências de aluguer cobram uma taxa se deixarem o carro num aeroporto diferente. 

Onde Dormir?

Antes de escolherem o vosso hotel devem ter 2 coisas em consideração. Primeiro, o centro histórico de Dubrovnik, chamado “Old Town” encontra-se rodeado por muralhas, sendo uma zona apenas acessível a pé. Os hotéis que ficam ali perto das muralhas são bastante caros, os mais económicos ficam na parte alta de Dubrovnik sendo necessário descer várias escadas para chegar ao centro histórico. Segundo, o estacionamento em Dubrovnik pode ser uma verdadeira dor de cabeça, as ruelas são estreitas, existem muitos poucos lugares para estacionar e são quase todos bastante caros. Portanto, ter um hotel com estacionamento é sem dúvida uma mais valia. 

Quanto a nós, encontramos a nossa alegria na Guest House Anica que fica na parte alta de Dubrovnik, a 10 min a pé do centro histórico (5 min de autocarro). Tem parque de estacionamento gratuito, um pequeno jardim com mesas e uma cozinha à disposição para preparar refeições. O nosso quarto estava equipado com ar condicionado, televisão e Wi-Fi. A casa de banho era partilhada com apenas mais um casal. A anfitriã foi super simpática, deu-nos a morada exacta do parking uns dias antes da viagem, e quando chegamos foi ter connosco ao parking que fica a 2 min a pé do alojamento. É possível pagar em euros ou kunas. Há um supermercado PEMO a 5 min a pé em direcção à Old Town. 37,80€/noite o quarto duplo. 

Para mais informações e reservas: Guest House Anica

 

Também podem ver aqui as melhores ofertas de hotéis em Dubrovnik:



Booking.com

 

Onde e o que Comer?

Dubrovnik não é uma cidade barata, mas poderão encontrar alguns restaurantes mais em conta nas ruelas menos frequentadas. Se quiserem poupar, também podem optar por comprar snacks nos supermercados e pastelarias, vendem por exemplo fatias de pizza por 20 kunas (~3€). 

DICA: podem encher garrafas com água potável em várias fontes espalhadas pela cidade, uma delas é bem conhecida, a grande fonte que fica na praça principal da Old Town.

No sul da Dalmácia irão encontrar principalmente pratos confeccionados à base de marisco, peixe fresco grelhado, carne grelhada, uma grande variedade de legumes e saladas generosas. Tudo temperado com poucos condimentos e muito azeite. Algumas das especialidades a não perder: salada de polvo e o risotto de marisco preto. Para os gulosos: Rozata de Dubrovnik (parecido ao nosso leite creme).

Alguns restaurantes que recomendamos:

  • Trattoria Capriccio, comida italiana deliciosa na Old Town. Preço médio para 2 pessoas: 45-50€
  • Tavulin Wine & Art Bar, para umas boas tapas
  • Oyster & Sushi Bar Bota, dizem ser o melhor sushi de Dubrovnik. Não tivemos tempo para comprovar, mas fica no centro da Old Town e quando passamos em frente estavam todas as mesas reservadas.

O que visitar em Dubrovnik?

  • As muralhas da cidade. Demoramos 2h a dar a volta, mas paramos a meio num bar com uma vista incrível sobre o mar adriático. Existem duas entradas, uma junto à porta “Pile” (a este) e outra junto à porta “Ploce” (a oeste). A menos frequentada é a entrada da porta Ploce. Entrada: 150 kunas. (~21€)
  • A Old Town onde poderão apreciar alguns monumentos e lugares de interesse como o mosteiro franciscano, o Palácio Sponza, a rua Prijeko, War Photo Museum…
  • Um passeio de kayak. Existem várias empresas em Dubrovnik que propõem aluguer livre de kayak e passeios com guia. Contar no mínimo 25€/pessoa.
  • Ver o pôr do sol no parque Orsula
  • Subir ao miradouro do monte Srd. Antigamente era possível aceder de carro a esse miradouro, agora só é possível ir a pé (sendo a caminhada uma tortura se estiver calor) ou então pagar o teleférico 150 kunas ida e volta, 85 kunas só ida (são espertos os croatas…)
  • Ilha Lokrum, dá para ir de barco até lá e passar uma tarde ou uma manhã (ou até mesmo o dia inteiro) a explorar a pequena ilha. Também dá para ir de kayak e dar a volta à ilha.
  • Miradouro da estrada Jadranska Cesta. Ao sair de Dubrovnik em direcção ao Montenegro paramos nesse miradouro para tomar o nosso pequeno almoço improvisado. E que belo improviso!
  • Praia de Banje.
  • Praia de Sveti Jakov

MAPA DA OLD TOWN

(Podem ampliar clicando na imagem)

Podem pedir este mapa gratuitamente no balcão de informação do aeroporto

Já conheceram Dubrovnik? O que acharam desta cidade?

 


Todos os nossos artigos sobre os Balcãs:

Roadtrip de 1 semana pelos Balcãs | Roteiro, dicas e gastos

Croácia| Visitar Dubrovnik

 Croácia | Visitar os Lagos Plitvice

 Montenegro| Lago Skadar

 Montenegro | Parque Durmitor

 

Gostaram da nossa viagem? Gostariam de ter a mesma experiência de forma económica, mas não sabem como organizar a viagem ou não têm tempo para isso? Podemos criar juntos a vossa viagem de sonho com os nossos Roteiros Personalizados.

destinos vividos

Olá !

Somos a Marina e o Axel, um casal ¾ português e ¼ francês, que viaja sempre que pode. Com este blogue queremos mostrar-te a nossa maneira de viajar, totalmente personalizada e totalmente livre, longe dos aborrecidos roteiros pré-feitos que abarrotam de turistas.

Queremos ajudar-te a viajar mais e melhor e, como nós, ser feliz a Viver cada Destino.

Últimos Artigos

Seguro de Viagem

Os Seguros Iati são seguros de viagem com excelentes coberturas, com atendimento em português e sem franquias!  Falamos por experiência própria. Já tivemos de accionar o nosso seguro e foram mesmo impecáveis. 

Por confiarmos neles, decidimos criar uma parceria. Os nossos leitores têm assim direito a 5% de desconto na compra de qualquer seguro IATI.

Reservar Hotel

Reserva o teu alojamento com antecedência para usufruir das melhores ofertas. Muitos hotéis têm cancelamento gratuito no Booking, a plataforma que usamos sempre nas nossas viagens.



Booking.com

Alugar carro

Durante as nossas viagens adoramos alugar carro para ter liberdade total. A Discover Cars é para nós o melhor comparador de alugueres de carro com a possibilidade de obter Cobertura Total.

Newsletter

Junta-te a nós e recebe as novidades em primeira mão ! Irás receber no máximo um email por mês com as últimas novidades.

Instagram

Partilhamos as nossas viagens em direto no Instagram. Acompanha as nossas aventuras por lá.

Melhor Mochila

Vê aqui como escolher a melhor mochila para viajar e poupar dinheiro com a bagagem!

Deixe uma resposta