Como pedir o reembolso do OysterCard?

Como pedir o reembolso do OysterCard?

Antes de mais, o Oyster Card não tem prazo de validade e não é nominativa, ou seja, podem guardá-la para uma futura viagem ou emprestar a familiares e amigos. Se não a quiserem guardar, podem devolver a OysterCard em qualquer máquina automática das estações de metro que tenha a indicação “Refund” por cima (nem todas as máquinas podem fazer o reembolso). Na estação de Liverpool, de onde apanhamos o Stansted Express para o aeroporto, havia várias máquinas que indicavam “Refund” por cima.

Nessas máquinas podem então obter um reembolso até 10 £ + as 5 £ correspondentes à taxa de ativação. Para isso basta passar a OysterCard no leitor e seleccionar “OysterCard Refunds”. O reembolso é feito em moedas.

Caso tenham um crédito superior a 10 £, apenas poderão pedir o reembolso num balcão de atendimento nas bilheteiras. Terão de apresentar um documento de identificação para pedir o reembolso (passaporte, cartão de cidadão, carta de condução…).

Caso não tenham tempo de pedir o reembolso em Londres, existe a possibilidade de pedir um reembolso por cheque enviando uma carta (juntamente com um formulário que encontram no site da OysterCard) à seguinte morada: 

TfL Customer Service
4e étage 
14 Pier Walk 
North Greenwich 
Londres SE10 0ES

Mas esta não é de todo a opção mais vantajosa, pois para além de pagar o envio da carta ainda terão de pagar taxas adicionais no banco para depositar um cheque em libras. 

 

Ficaram com alguma dúvida? Perguntem nos comentários 😉

 


Todos os nossos artigos sobre Londres:

2 dias em Londres | Roteiro e dicas de viagem

Londres | Guia e dicas de viagem

Transportes em Londres | Como se deslocar?

OysterCard | Como pedir o reembolso?

Quanto custa um fim de semana em Londres? (em breve)

Londres | Como ir do aeroporto para o centro da cidade? (em breve)

TUDO PARA UMA VIAGEM PERFEITA

...

O MELHOR HOTEL AO MELHOR PREÇO



Booking.com

UM CRÉDITO PARA A PRÓXIMA VIAGEM

O MELHOR SEGURO EM PORTUGUÊS

* Se realizarem a vossa reserva através de um dos links do nosso blogue, estarão a ajudar a desenvolver os Destinos Vividos, e o melhor disto, é que não pagam nada a mais por isso. Obrigada*

Filha e neta de imigrantes, as malas seguem-me desde a minha infância. O meu sonho, conhecer cada recanto do nosso maravilhoso mundo, faz com que esteja constantemente a pensar na próxima viagem. Natural de França, vivo actualmente no Porto, onde sou médica nas horas de trabalho e viajante nos meus tempos livres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *