Guia e Dicas de ViagemIslândia

Visitar a Islândia | Guia de viagem

praia de vik

Visitar a Islândia, terra do gelo e do fogo, um país de extremos, é uma experiência inesquecível. Os vulcões, os glaciares, os campos de lava e as praias de areia preta que compõem estas paisagens, fazem deste país um destino único. Os amantes de natureza e sossego irão apaixonar-se pela Islândia, mas a capital não deixa de ser um lugar moderno e festivo. Resumindo, é difícil não gostar da Islândia!

visitar islandia

FORMALIDADES PARA VISITAR A ISLÂNDIA

DOCUMENTOS

Passaporte ou cartão de cidadão que esteja válido pelo menos até a data de regresso. A estadia não poderá ultrapassar os 3 meses.

DINHEIRO

Podem facilmente trocar euros na Islândia, em casas de câmbio ou nos bancos. Não existem comissões, mas as taxas de câmbio não costumam ser boas.

Podem levantar dinheiro em qualquer ATM, mas devem contar com uma comissão que pode variar entre 300-500 ISK por cada levantamento!

A melhor solução é pagar tudo com um Cartão Revolut. Um cartão sem taxas nem comissões no estrangeiro. Não existem valores mínimos para pagamentos na Islândia e todos os estabelecimentos aceitam cartões, incluíndo as pequenas mercearias.

Atualmente 1€ = 137 ISK

TELEMÓVEL e INTERNET

A Islândia pertence ao Espaço Económico Europeu e por isso está incluída nas tarifas Roaming UE, ou seja, têm os mesmas condições que o vosso plano em Portugal. Se em Portugal têm direito a chamadas ilimitadas para números portugueses, na Islândia será igual. Convém verificar previamente com a vossa operadora, para não haver surpresas.

Caso queiram comprar um cartão SIM, existem 3 operadoras na Islândia: SíminnVodafone et Nova.

Praticamente todos os estabelecimentos públicos têm WiFi gratuito. Além disso, se o vosso tarifário assim o permitir têm dados móveis sem custos adicionais.

ELECTRICIDADE

Não é preciso adaptador na Islândia. Recomendo levar uma tripla, alguns hotéis têm apenas uma tomada o que poderá ser um problema se têm vários aparelhos electrónicos a carregar.

HORÁRIO

-1h no verão.

No inverno o horário é igual a Portugal. No verão, quando são 14h em Portugal, são 13h na Islândia.

VACINAS

Nenhuma vacina obrigatória para visitar a Islândia.

LAVANDARIAS

As lavandarias são muito raras na Islândia! Nos parques de campismo poderão encontrar algumas máquina para lavar a roupa, contar entre 800 a 1200 ISK por máquina.

PRECAUÇÕES

A Islândia sendo um país caro, o que muitos fazem é levar comida na mala. Excelente ideia, mas devem tomar algumas precauções. Não são aceites produtos tais como carne crua e os seus derivados (charcutaria, enchidos…), produtos à base de leite cru ou ovos. Podem trazer o equivalente a 2L de vinho por pessoa e 250g de tabaco.

visitar islandia diamond beach

visitar islandia diamond beach

diamond beach islandia

jokulsaron

jokulsaron
Todas estas fotografias foram tiradas na Diamond beach e em Jokulsarón, um lugar a não perder numa viagem à Islândia.

QUANDO VISITAR A ISLÂNDIA

Para caminhar, fazer campismo e percorrer o centro da ilha: entre Junho e Agosto.

Para ver auroras boreais: entre Setembro e Abril (principalmente nos meses de Dezembro, Janeiro e Fevereiro)

Para visitar uma gruta de gelo: entre Novembro e Março

***

Pessoalmente, viajamos no mês de Março e foi para nós um bom compromisso entre atividades invernais e meteorologia. As temperaturas eram suportáveis e conseguimos ver auroras boreais! Se quiserem saber mais podem ler o nosso artigo sobre Viajar na Islândia no inverno

***

ITINERÁRIOS/ROTEIROS PARA VISITAR A ISLÂNDIA

Itinerário 10 dias

Dia 1: de Reykjavík até a Península de Snaefellsness (Kirkjufell).

Noite em Olafsvík. Encontrar os melhores hotéis em Olafsvík.

 

***

Dia 2: de Kirkjufell até Akureyri (segunda maior cidade da Islândia), passando por Glaumbaer (casas de turfa cobertas por ervas).

Noite em Akureyri. Encontrar os melhores hotéis em Akureyri.

***

Dia 3: Lago mytvan passando pela famosa cascata de Godafoss e as paisagens lunares de Hverir. Podem finalizar o dia nas termas Mytvan Nature Baths.

Noite perto do lago Mytván. Encontrar os melhores hotéis perto de Mytván.

***

Dia 4: conduzir em direcção aos fiordes de leste parando nos campos de lava de Leirhnjukurna e na poderosa cascata Dettifoss.

Noite nos fiordes de leste, em Egilstadir. Encontrar os melhores hotéis perto de Egilstadir.

***

Dia 5: este dia será consagrado às paisagens dos fiordes. podem aproveitar para caminhar até a cascata Hengifoss.

Noite nos fiordes de leste. Encontrar os melhores hotéis nos fiordes de leste.

***

Dia 6: percorrer a ring road no sul da ilha, passando pela praia de areia preta Vestrahorn e finalizar o dia na Diamond Beach e na laguna de Jokulsarlón.

Noite entre Höfn e Vik. Encontrar os melhores hotéis na região.

***

Dia 7: percorrer o parque de Skaftafell até à cascata Svartifoss e passar pelo glaciar Svínafellsjökull. Finalizar o dia na praia de Reynafjara perto de Vík.

Noite em Vík. Encontrar os melhores hotéis em Vík.

***

Dia 8: conduzir em direcção a Selfoss passando pelas magníficas cascatas de Skogafoss, Seljalandsfoss e Gluggafoss.

Noite em Selfoss. Encontrar os melhores hotéis em Selfoss.

***

Dia 9: Percorrer o famoso golden circle, passando pelo Geysir, cascata Gullfoss, cascata Bruarfoss e o parque Thingvelir.

Noite em Reykjavík. Encontrar os melhores hotéis em Reykjavík.

***

Dia 10: visita da capital Reykjavík de manhã e descanso na Blue Lagoon de tarde.

Noite perto do aeroporto. Encontrar os melhores hotéis em Keflavik e arredores.

***

 

Para um itinerário mais curto podem ver o nosso roteiro de 6 dias pela Islândia no nosso artigo Roadtrip na Islândia

roadtrip islândia

OS LOCAIS A NÃO PERDER NUMA VISITA À ISLÂNDIA

Se tencionam dar a volta à ilha convém passar pelo menos 10 dias na Islândia. A nossa viagem durou 6 dias completos, o tempo ideal para visitar os principais pontos de interesse do sul e ainda deu para ir até Kirkjufell mais a norte. No entanto, não deu para visitar a capital. Nesta viagem privilegiamos a natureza, as cidades não eram o nosso principal objectivo. Se viajarem no verão o ideal seria passar duas semanas na ilha para conseguir aproveitar as caminhadas no centro do país.

Cascatas

Skógafoss: uma das cascatas mais fotografas da Islândia e uma das mais impressionantes, é visível da Estrada nº1.

Seljalandsfoss: para aqueles que sempre sonharam passar por trás de uma cascata. Também é visível da Estrada principal.

Gullfoss: localizada no círculo dourado, seria uma pena não passar por lá numa visita à Islândia.

Bruarfoss: aqui o azul turquesa contrasta com o preto da terra vulcânica.

Svartifoss: a cascata mais fotogénica da Islândia, rodeada por colunas de basalto pretas.

Dettifoss: a cascata mais poderosa da Europa, inserida no desfiladeiro Jökulsá, esta cascata é sem dúvida um incontornável.

Paisagens

Dyrhólaey: perto de Vík este miradouro é vertiginoso com paisagens maravilhosas, uma bela junção entre mar e terra.

Península de Snaefellsness: entre vulcões e glaciares poderão explorar a península à procura de praias e cascatas secretas.

Parque National de Snaefellsjokull: abriga um dos glaciares mais lindos da Islândia de um azul turquesa quase surreal.

Mjóifjördur: o fiorde mais lindo da ponta este da ilha.

Landmannalaugar: uma das paisagens mais coloridas da Islândia e provavelmente uma das mais lindas, apenas acessível no verão.

Lago Mývatn: toda essa região merece um desvio pelas suas características geotermais únicas e paisagens arrebatadoras. A Islândia no seu estado mais puro.

Látrabjarg: Uma falésia que se tornou num autêntico ninho para centenas de aves, incluíndo os famosos puffins. Também se trata da ponta mais a oeste da Europa.

Cidades

Reykjavík: uma cidade dinâmica, moderna com uma arquitectura única. Vale a pena visitar a capital da Islândia nem que seja por umas horas.

Vík: rodeada pelo glaciar Mýrdalsjökull com as suas praias de areia preta e as suas famosas Reynisdrangar, Vík tem tudo para ser um ponto de paragem obrigatório.

Seyðisfjörður é uma das aldeias piscatórias mais antigas do país. As casinhas coloridas dão-lhe um charme peculiar.

Húsavík: a cidade Viking mais antiga da Islândia, mais conhecida como a capital das baleias, é de lá que partem várias excursões para observar esses cetáceos.

Termas

Blue Lagoon: um dos locais mais famosos da Islândia, fica perto do aeroporto, tão perto que algumas pessoas passam por lá entre dois voos para relaxar nas suas águas turquesas bem quentes. Entrada a partir de 57€.

Termas de Myvatn: estas termas não ficam atrás da Blue lagoon com uma água turquesa aquecida de forma natural, a entrada é bem mais barata que a da Blue Lagoon. Entrada a partir de 33€.

Termas de Geosa: Localizadas em Húsavík no norte da Islândia, estas termas são muito recentes e proporcionam uma vista deslumbrante sobre os fiordes de Eyjafjörður. Entrada a partir de 31€.

Praias

Diamond Beach: se há uma praia que não pode faltar no vosso roteiro pela Islândia é esta. O nome deve-se aos blocos de gelo, provenientes do glaciar Jokulsarón, que se espalham pela praia de areia preta.

Reynisfajara (Vík): outra praia famosa da Islândia e é fácil perceber porquê. A natureza deu o seu melhor para criar este quadro tão perfeito. A areia e as pedras são de um preto intenso enquanto as ondas agitadas do Atlântico desfazem-se junto às famosas colunas de basalto, mais conhecidas por Reynisdrangar. um excelente spot para admirar o pôr do sol.

Praia de Stokksnes: nos arredores de Hofn esta praia tem tudo para ser o cenário de um filme. Para lá chegar devem sair de Hofn pela estrada nº1 em direção a este. Após cerca de 7kms, mesmo antes de chegar a um túnel, devem virar à direita e continuar por uns 5kms até o café Viking. Podem deixar o carro aí e percorrer os últimos metros a pé.

Todos os locais mencionados neste artigo encontram-se neste mapa interactivo. Basta carregar na imagem para ter acesso a todos os locais que podem visitar na Islândia.

paisagens islandesas

praia de dyrholaey

dyrholaey islandia

dyrholaeypraia de vik

pôr do sol em vik

MELHORES ATIVIDADES DA ISLÂNDIA

Observação de auroras boreais

Para observar este fenómeno da natureza convém privilegiar os meses em que a duração da noite é suficientemente longa, ou seja, de Setembro a Abril. No entanto, devem ter em conta que mesmo indo nesses meses, não haverá garantias. É preciso reunir uma série de condições para conseguir observar as auroras boreais. Se quiserem aumentar a probabilidade de ver auroras podem sempre ir numa excursão com um guia experiente. Ouvimos falar muito bem desta excursão: Observação de auroras boreais.

Grutas de gelo

Outra atividade invernal a não perder, a visita das famosas grutas de gelo. A Islândia é dos raros locais no mundo onde se pode fazer essa atividade. Se viajarem entre Novembro e Março, não percam esta oportunidade. O azul da gruta é mesmo impressionante e ainda podem caminhar em cima do maior glaciar da Europa. Recomendamos a seguinte excursão: Glaciar Vatnajokull, ou esta: Caminhar num glaciar no Parque Nacional Skaftafell.

Moto de neve

Para aqueles que procuram uma dose de adrenalina, esta atividade é um “must do” da Islândia. Andar numa moto de neve em cima de um glaciar, deve ser uma sensação de liberdade incrível. A maior parte das excursões saem de Reykjavík ou do Círculo Dourado em direção ao glaciar Langjokull. Se procuram uma excursão séria, recomendamos esta: Moto de neve em Langjokull.

Observação de puffins

Se forem entre os meses de Maio e Agosto, poderão observar a ave emblemática da Islândia, os famosos puffins. Recomendamos esta excursão que garante a 100% a observação do animal no seu habitat natural: Observação de Puffins.

Observação de Baleias

De Abril a Outubro as baleias fazem o seu show na costa islandesa. Existem excursões que combinam a observação de baleias e de puffins, uma experiência única. Escolham agências responsáveis que respeitam os animais: Observação de baleias.

Para mais atividades:

GASTRONOMIA ISLÂNDESA

Para quem viaja com um pequeno orçamento a melhor opção será comprar sandes num supermercado (~7-9€) ou optar pela comida de rua. Não percam o famoso Fish & Chips por 10-15€ e os hambúrgueres com carne islandesa por 15-20€.  As sopas também são um prato típico da Islândia, são bem consistentes e deliciosas, devem contar com 10-15€ por prato de sopa (se for a sopa do dia podem encher o prato as vezes que quiserem). Se a carteira o permitir, vale a pena experimentar o peixe fresco grelhado, um bom prato de carne ou peixe custará em média 25-35€. Um dos peixes mais vendidos na Islândia é o nosso bem conhecido bacalhau, mas estejam à espera do mesmo sabor!

Algumas especialidades que não podem perder

Skyr: parecido a um iogurte grego, faz geralmente parte do pequeno almoço na grande maioria dos hotéis e guesthouse, se for bem confeccionado é uma pura delícia. Podem misturar com fruta frescas, cereais e mel. Também podem optar por comprar skyr no supermercado, existem vários sabores a um preço acessível.

Súrmjólk: é um leite fermentado típico da ilha, muito saboroso.

Hangikjöt: carne de ovelha fumado, geralmente servido com batata cozida com molho bechamel.

Hákarl: é uma iguaria da Islândia que poderão encontrar no prato nacional, o Þorramatur. Trata-se de pedaços de tubarão da Gronelândia cortados e enterrados durante 6 a 12 semanas, ficam depois pendurados para secar durante 2 a 4 meses. O sabor é bastante intenso.

Harðfiskur: este peixe seco é um snack muito apreciado dos islandeses que compram isso em qualquer supermercado. Apesar do sabor intenso torna-se viciante.

Hjónabandssæla: uma sobremesa típica, um bolo à base de ruibarbo.

Bebidas típicas da Islândia

Em termos de bebidas típicas podem experimentar as cervejas islandesas da marca Viking ou Gull, mas atualmente existem centenas de cervejas artesanais na Islândia que são geralmente melhores que essas duas grandes marcas. Um fino custa em média entre 7 a 10€. O vinho é raro por estas bandas, um copo de vinho custa cerca de 10 a 15€!

Uma especialidade local a não perder, o brennivín, feito à base de batata perfumado com sementes de alcaravia (parecido ao anis). Deve beber-se bem fresco, quase gelado, pois na verdade tem uns meros 37,5% de álcool o que lhe valeu a alcunha de “morte negra”.

SAÚDE NA ISLÂNDIA – UM SEGURO A PARTIR DE 15€

Não existem vacinas obrigatórias, mas recomendo ter as vacinas todas em dia. Encontram facilmente várias farmácias nas cidades, e encontram hospitais e centros de saúde nas grandes cidades. Um Seguro de Viagem para a Islândia custa apenas 15€ por semana e cobre muito mais que o cartão europeu de saúde. Recomendamos como sempre os Seguros da Iati. Não têm de adiantar dinheiro nem têm de pagar franquias. Além disso têm um atendimento 24/24h em português! Já tivemos de accionar esse seguro e correu tudo muito bem. Antes de escolher recomendo ler o nosso artigo sobre Seguros de Viagem.

Os nossos leitores têm direito a 5% de desconto. Em troca ganhamos uma pequena comissão que nos ajuda a desenvolver o blogue. Obrigada malta pelo vosso apoio!

seguro viagem islandia

5% DE DESCONTO

TRANSPORTES PARA VISITAR A ISLÂNDIA

A meu ver a melhor forma de percorrer a Islândia é de carro, mas há quem dê a volta à ilha de autocarro, de avião, à boleia e até mesmo de bicicleta! Os islandeses elaboram um site bastante completo onde poderão selecionar o destino e ter assim acesso a todos os transportes disponíveis bem como os horários e preços!

Quanto a nós alugamos o nosso carro pela Autoeurope optando pelo seguro com franquia zero (Super Cover). Alugamos o carro durante 7 dias e ficou-nos por 328€. Gastamos no total 160€ em gasolina. Encontrarão mais informações no nosso artigo Alugar um carro na Islândia

A boleia funciona muito bem na Islândia, principalmente nas zonas mais turísticas. Isto é, na estrada principal de Reykjávik até Mytván no norte e até Jokulsarón no sul. Na costa oeste pode ser mais difícil visitar a Islândia à boleia.

SEGURANÇA NA ISLÂNDIA

Em 2018 a Islândia foi eleita no Global Peace Index como sendo o país mais seguro do mundo. Não vale a pena acrescentar mais nada pois não? No entanto, convém ter cuidado com a mãe natureza, essa sim pode se tornar perigosa. Os acidentes de estrada são geralmente devido a condições climatéricas adversas ao qual se janta a inexperiência da grande maioria dos turistas. Conduzir na neve é uma arte, mesmo que já tenham experiência nisso tenham cuidado com os outros condutores. Para saber como foi a nossa experiência no inverno recomendo ler o nosso artigo Viajar para a Islândia no Inverno.

Outro grande causador de acidentes, o vento! Este consegue ser mesmo violento. Segurem sempre firmemente a porta do carro quando a abrirem, íamos partindo a nossa durante a viagem com uma rajada de vento.

visitar islandia

glaciares islandia

paisagens skaftafell

visitar islandia

olafsvik

Já visitaram a Islândia? Alguma dica que queiram acrescentar?

Partilhem nos comentários!

-

AS FERRAMENTAS INDISPENSÁVEIS PARA ORGANIZARES A TUA  VIAGEM:

Podes encontrar aqui os melhores voos: Skyscanner ou Momondo

Para encontrares as melhores promoções e reservares o teu alojamento recomendamos o Booking

Não te esqueças de contratar um bom seguro de viagem, os Seguros Iati têm atendimento em português, são especializados em viagem e não cobram franquia! Se realizares a compra através do nosso link tens direito a 5% de desconto em qualquer seguro.

Procura as melhores excursões e compra os teus bilhetes para as melhores atrações na GetYourGuide

Poupa em taxas de levantamento usando o Cartão Revolut.

-

BLOGUE MEMBRO DA ASSOCIAÇÃO DE BLOGGERS DE VIAGEM PORTUGUESES

blogue viagens

-

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *