Gêres #1 | De Vieira do Minho a Ermida

Gêres #1 | De Vieira do Minho a Ermida

O Parque Nacional da Peneda-Gerês tem muito para oferecer aos amantes de Natureza. Os diversos trilhos pedestres fazem-nos descobrir a vida interior do parque, os miradouros fazem de nós formigas perante a imensidão das escarpas montanhosas envolventes, as inúmeras cascatas fazem-nos querer explorar cada recanto do parque e, as aldeias pitorescas perdidas no meio das montanhas fazem-nos apreciar a serenidade do momento e a beleza do nosso país. O Gerês é isto e muito mais. Talvez o local mais bonito de Portugal. 

Vista do hotel Quinta do Bento

Gerês (Braga) | Itinerário

Podem ver no seguinte mapa um itinerário pela parte central do Gerês, este roteiro é ideal para uma primeira abordagem ao Parque Nacional da Peneda-Gerês e pode ser feito em 1 ou 2 dias:

Gerês (Braga) | O que não perder?

  • Actividades aquáticas
    • Kayak: 9€/h
    • Stan Up Paddle: 10€/h
    • Flyboard: 45€ por 20 min
    • Jetski: 50€ por 15 min

Nota: o melhor sítio para desfrutar destas actividades é na praia fluvial do Alqueirão, para lá chegar basta seguir pela N308 e atravessar a ponte na Albufeira da Caniçada, depois da ponte fica logo à vossa esquerda. Para arranjar um lugar no parking (gratuito) convém vir cedo, principalmente na época alta.

Albufeira da Caniçada
  • Outras actividades:
    • Passeios de Jipe
    • Passeios a cavalo
    • Caminhadas pelo parque

Existem várias empresas no parque, como a Selvagem Aventura ou o Ermida Camping Gerês, que proporcionam essas actividades.

Miradouro das Rocas
  • Cascatas
    • Cascata do Arado
    • Cascata de Tahiti

Nota: Para aceder a estas cascatas de carro, seguem pela N308-1 para norte, passam pelo parque das Termas do Gerês e a partir daí seguem as indicações para o miradouro da Pedra Bela (a estrada é sempre a subir e sinuosa, mas com paisagens deslumbrantes), quando chegarem lá em cima sigam as indicações para a cascata do Arado até chegar a uma mini rotunda que fica junto ao miradouro das Rocas, podem deixar o carro aí e ir a pé, ou seguir pela estrada à direita sem alcatrão e estacionar mais à frente nessa estrada junto à pequena ponte. O acesso à cascata do Arado faz-se no fim da ponte à esquerda, existe um pequeno caminho que segue junto ao rio para cima, é só seguir até encontrar uma primeira pequena lagoa, se quiserem aceder à “verdadeira cascata” terão de ir pelo lado esquerdo da lagoa e subir pelo penedo acima por uma fenda, em cima irão encontrar outra pequena lagoa, continuem mais uns metros e chegarão a uma lagoa maior com a famosa cascata do Arado. (Fomos em Agosto e o rio estava seco, a cascata era apenas um fio de água que escorria junto às pedras…).

Para aceder à cascata de Tahiti, da rotunda do miradouro das Rocas seguem em direção a Ermida/Fafião até passar por um sítio com muitos carros junto à estrada, deixem o carro aí e seguem a pé pelo caminho (há uma placa a indicar o caminho).

 

  • Trilhos Pedestres
    • Trilho Pé de Cabril
    • Trilho do Sobreiral (passa pelas 2 cascatas mencionadas acima)

Podem ver os trilhos  no seguinte mapa:

 

Gerês (Braga) | Onde Dormir?

Ficamos hospedados na Quinta do Bento, em Vieira do Minho, um hotel muito agradável com uma vista espectacular e quartos espaçosos. O hotel possui restaurante e piscina, os donos são muito simpáticos e acolhedores. O pequeno almoço está incluído na tarifa do quarto e é servido sob a forma de buffet, não faltava escolha, mas os croissant e o pão desiludiram-me. Também podem jantar no hotel, por 15€ têm direito a sopa, um prato principal, bebida e sobremesa. Serviram-nos uma sopa que mais parecia puré de batata e uma grelhada mista sem muito sabor. Para quem estiver acostumado à comida minhota é uma desilusão. Concluindo, este hotel é óptimo pela vista, mas não vale a pena comer lá.

Na nossa busca pelo Gerês, descobrimos um restaurante fabuloso cujo dono foi duma extrema simpatia connosco, o restaurante/hotel chama-se Residencial do Rita e fica perto da Caniçada. São quartos simples com TV, casa de banho privada e todos possuem uma varanda com uma linda vista para o rio. Os quartos ficam a 35€/noite com pequeno almoço incluído e podem colocar uma cama extra para crianças gratuitamente. O must é mesmo a comida e a simpatia dos donos. Quando voltarmos iremos ficar aqui de certeza. Podem fazer a vossa reserva aqui: Residencial do Rita.

Gerês (Braga) | Onde comer?

Como já referi acima, o restaurante Residencial do Rita é um Must Do no Gerês! Nunca comemos um bacalhau tão saboroso. Após conversar com o dono aprendemos que o melhor bacalhau não é da Noruega, mas sim da Islândia e, para este ficar bem húmido, deve ser cozido/assado apenas com azeite, se misturarmos com óleo fica seco, fica a dica 😉 Quem cozinha é a esposa do dono, comida 100% caseira, 200% saborosa. Adoramos.

Falaram-nos também de um restaurante em Vieira do Minho, Restaurante Adelaide, não foi possível experimentar, mas, pelo que nos disseram, os pratos também são caseiros e muito bem servidos.

Miradouro da Pedra Bela

Descobriram uma cascata ou outro local imperdível no Gerês? Partilhem connosco nos comentários! 🙂

 

Filha e neta de imigrantes, as malas seguem-me desde a minha infância. O meu sonho, conhecer cada recanto do nosso maravilhoso mundo, faz com que esteja constantemente a pensar na próxima viagem. Natural de França, vivo actualmente no Porto, onde sou médica nas horas de trabalho e viajante nos meus tempos livres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *