Visitar o Parque Durmitor | Guia e dicas de Viagem

Visitar o Parque Durmitor | Guia e dicas de Viagem

O Parque Nacional Durmitor, e neste ponto concordamos, foi a melhor, a mais intensa e a mais surpreendente etapa da nossa road trip. Primeiro, pela altura das montanhas, segundo, pelo verde intenso da floresta, terceiro, pelo azul surreal do rio Tara. Uma combinação perfeita que faz do parque Durmitor um dos sítios mais lindos do Montenegro.

O Parque Nacional Durmitor está localizado no norte do Montenegro, sendo rodeado por dois rios: o Piva e o Tara. É a maior área protegida de Montenegro e constitui o coração de uma paisagem formada por glaciares, numerosos rios e riachos subterrâneos. São cerca de cinquenta picos que se elevam a mais de 2000 m de altitude, acima dos planaltos, prados e florestas alpinas, incluindo o Pico Bobotov (2 522 metros acima do nível do mar), o pico mais alto do Montenegro. 17 lagos glaciais, conhecidos localmente como “olhos de montanha”, cobrem essa paisagem.

O desfiladeiro formado pelo rio Tara é o maior desfiladeiro da Europa, mas ao contrário do que dizem os montenegrinos, não é o segundo maior do mundo, longe disso. Tem 82 km de cumprimento e 1600 m de profundidade. A água que por aí corre é de um azul turquesa intenso, mas é turbulenta, fazendo desse rio um dos favoritos dos amantes de rafting. 

O ponto de entrada do parque Durmitor é a cidade de Zabjlak. No meio das montanhas, esta pequena cidade é uma boa base para descobrir o norte do país. Para lá chegar é indispensável alugar um carro. Se, como nós, vierem do sul do país, o percurso mais rápido é apanhar a E762 e depois seguir pela P5. As estradas são muito boas, mas é praticamente impossível conduzir a mais de 70-80 km/h. Primeiro devido ao trânsito, segundo devido às curvas. Demoramos cerca de 3h desde Virpazar até Zabjlak (150kms).

MAIS SOBRE O PARQUE DURMITOR

A região de Durmitor é a parte mais importante da cordilheira de Dinara, caracterizada por altos picos, florestas abundantes e desfiladeiros profundos. Desde 1980 tanto o Parque Nacional Durmitor como o desfiladeiro do rio Tara estão sob a proteção da UNESCO. Em 1977, o desfiladeiro foi proclamado reserva ecológica mundial.

Sete zonas do Parque estão entre as áreas especiais protegidas (IUCN):
· Uncut forest of fir
· Pinheiro preto em Crna poda
· Desfiladeiro Susica
· Região do Lago Barno
· Região do Lago Zaboljsko
· Desfiladeiro do Rio Tara
· Milling stream

Além da extraordinária beleza da paisagem e da fascinante herança geológica, o Parque Nacional Durmitor também abriga uma impressionante diversidade biológica. Grande parte dos animais protegidos em Montenegro, vivem na área do Parque Durmitor. Dos grandes mamíferos podemos destacar o urso castanho, o lobo cinzento e o gato selvagem europeu. Entre as 130 aves registadas, estão a Águia Dourada, o Falcão-peregrino e o Tetraz. Também digno de ser mencionado, o Parque possui uma rica fauna de peixes, que inclui o salmão do Danúbio em extinção. 

O Parque Durmitor é um destino turístico popular, conhecido por excelentes oportunidades para caminhadas, escaladas, montanhismo e canoagem. A cidade vizinha de Zabljak é a principal estação de esqui de Montenegro.

Onde dormir?

Escolha por aqui não falta, e os preços são muito agradáveis. Recomendo vivamente ficar no centro de Zabjlak, para não ficarem presos ao carro e poderem assim passear e experimentar os vários restaurantes da cidade.

  • Apartments Grbović. Um maravilhoso apartamento com um quarto espaçoso, uma grande casa de banho, aquecedor, televisão, frigorífico e uma kitchenette. Tem lugar para estacionar dentro (no jardim da casa) e a anfitriã foi incrível connosco, de uma alegria contagiante, deu-nos imensas dicas e preparou um roteiro para aproveitar-mos ao máximo a nossa estadia. 32€/noite o quarto duplo.

Para mais informações e reservas: Apartments Grbovic

Onde comer?

  • Restaurant Durmitor onde comemos um churrasco misto com vegetais grelhados deliciosos. Preço médio para 2 pessoas: 15-20€.
  • Konoba Luna, aqui comemos cabrito assado à moda do Durmitor e um bife recheado com queijo e fiambre (especialidade do Montenegro). Servem muito bem, um prato teria sido suficiente para nós os dois. Adoramos o cabrito, mas já não posso dizer o mesmo do bife recheado. Preço médio para 2 pessoas: 15-20€

Outros restaurantes que nos foram recomendados:

  • Caffe OR’O
  • Dvorište (só abre na época alta)
  • Restoran Koliba

O que fazer?

PERCURSOS PEDESTRES

1 – Black Lake

Existem diversos percursos pedestres, dos mais fáceis aos mais difíceis. O mais percorrido e mais conhecido é o percurso do Black Lake, também conhecido como Crno Jezero. O acesso a esse lago é bastante fácil e é perfeitamente possível ir a pé desde Zabjlak, evitam assim pagar o parking (2€). Se seguirem o seguinte percurso (podem carregar na imagem para ver com mais pormenor), em princípio não terão de pagar a entrada, pois irão contornar a bilheteira/controlo.

Se forem na primavera como nós, tenham cuidado, pois a fonte das neves cria cascatas que invadem o percurso. É então preciso tirar os sapatos para poder atravessar as cascatas, algumas são apenas riachos mas houve uma parte que achamos difícil devido à força da água. Com as sapatilhas numa mão, a água gélida que adormece os pés e a força da água a cair ao nosso lado, acreditem que não é tarefa fácil. Ficamos com os pés adormecidos e depois doridos durante uns bons minutos, a água é mesmo gelada (é neve derretida das montanhas!) Mas a verdade é que idosos, crianças e até famílias com bicicletas conseguiram passar, mas se tiverem sacos impermeáveis para guardar máquinas e sapatilhas talvez seja mais prático do que carregar tudo separadamente. [Podem ver em baixo a fotografia dessa tal cascata que invade praticamente todo o caminho]

2 – Miradouro de Curevac

Outro percurso muito percorrido é o que vos leva ao miradouro de Curevac. Podem ir de carro até um pequeno largo onde podem deixar o carro e onde estará à vossa espera um controlador de bilhetes, caso ainda não tenham o bilhete do Parque Nacional Durmitor terão de pagar 3€/pessoa para 1 dia e 6€/pessoa para 3 dias (coordenadas do parking: 43°11’38.3″N 19°05’22.3″E). Depois é só subir sempre junto ao bordo, o caminho está muito bem sinalizado, demoram cerca de 30 min para chegar ao miradouro.

3 – Bobotov Tuk

Um terceiro percurso muito conhecido, mas que não tivemos tempo de experimentar, é a subida até o pico Bobotov Tuk, o pico mais alto do país. Mas cuidado, este percurso pode ser muito difícil para algumas pessoas devido ao desnível, não recomendo fazer este percurso com chuva e muito menos no inverno (privilegiar os meses de Junho a Setembro). O melhor sítio para começar é junto à estrada P14 em Sedlo. Trata-se de um trajecto linear de 5,3kms, é preciso contar mais ou menos 5h para fazer a ida e volta. Podem carregar na seguinte imagem para ver o percurso detalhado.

 

RAFTING e CANYONING

Existem várias empresas que propõem essas atividades no rio Tara. Fiz aqui uma selecção daquelas que têm melhores críticas:

Waterfall Rafting Centre (propõem várias opções de meio dia até 3 dias de rafting, a partir de 45€/pessoa),

DurmiTours (propõem rafting durante 1 dia pelo rio Tara a partir de 65€/pessoa e canyoning a partir de 100€/pessoa).

Tarakularaft (propõem rafting a partir de 45€/pessoa)

ZIPLINE

Junto à ponte sobre o rio Tara irão encontrar pelo menos 3 empresas diferentes que propõem essa atividade e os preços variam segundo a localização e dimensão da zipline. A melhor empresa pareceu-nos ser a primeira, a que fica à direita no início da ponte (para quem vem de Zabjlak). O preço afixado em Maio 2018 era de 20€/pessoa. Pensamos ser a melhor pela dimensão e altura da linha, mas não experimentamos. Uma das empresas recomendadas no Tripadvisor é a RedRock Zipline que parece ficar do lado esquerdo da ponte, tem boas críticas e uma página facebook.

Black Lake

 

Miradouro Curevac

 

Desfiladeiro do rio Tara

 

O Montenegro é uma verdadeira jóia para os amantes de natureza. Um país tão pequeno, mas com muitos contrastes. Verde, azul, amarelo, as cores são infinitas e o ar tão puro. E vocês, qual foi o país em que se sentiram mais próximos da natureza? 

 

 


Todos os nossos artigos sobre os Balcãs:

Roadtrip de 1 semana pelos Balcãs | Roteiro, dicas e gastos

Croácia| Visitar Dubrovnik

 Croácia | Visitar os Lagos Plitvice

 Montenegro| Lago Skadar

 Montenegro | Parque Durmitor

 

Gostaram da nossa viagem? Gostariam de ter a mesma experiência de forma económica, mas não sabem como organizar a viagem ou não têm tempo para isso? Podemos criar juntos a vossa viagem de sonho com os nossos Roteiros Personalizados.

Filha e neta de imigrantes, as malas seguem-me desde a minha infância. O meu sonho, conhecer cada recanto do nosso maravilhoso mundo, faz com que esteja constantemente a pensar na próxima viagem. Natural de França, vivo actualmente no Porto, onde sou médica nas horas de trabalho e viajante nos meus tempos livres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *