Resumo de 20 dias na Tailândia – Dicas e Despesas

     Esta viagem foi uma experiência deslumbrante do início ao fim! Para uma primeira viagem na Ásia, a Tailândia é o destino ideal e é um país para onde é fácil viajar sozinho! Acredite! Vasto país que proporciona múltiplas actividades, paisagens estonteantes, templos cativantes e uma cultura fascinante. Ninguém fica indiferente a tanta beleza e a um povo tão sorridente.

      Foi muito fácil organizar esta viagem por conta própria e aqueles dias passados a fazer pesquisas e a informar-me sobre este lindíssimo país foi quase tão empolgante como a própria viagem! A primeira coisa que compramos foram os bilhetes de avião, viajamos na Turkish Airlines com escala em Istambul e foi uma óptima viagem. Depois de fazer várias pesquisas e escolher os sítios que queríamos visitar, fizemos então um plano (que mudou diversas vezes) sendo o plano final o seguinte: 4 dias em Bangkok passando por Ayutthaya, 4 dias em Chiang Mai, 2 dias em Naithon, 2 dias em Khao Sok, 2 dias na baía de Phang Nga, 5 dias em Karon e 2 dias em Phiphi.  Reservamos todos os hotéis pelo Booking, tentando escolher sempre aqueles com pontuação acima de 7.5/10 e nunca ficamos desiludidos. Tendo em conta que éramos um grande grupo decidimos também reservar algumas actividades e excursões para viajar mais descansados, mas a maioria das excursões podem ser reservadas ao chegar lá. Optamos por reservar as excursões em agências locais após ler alguns feedbacks nos fóruns, no tripadvisor e em blogs de viagem.

thai resumo

    Já que iríamos visitar a Tailândia de norte a sul, e tendo em conta que já iríamos experimentar o comboio nocturno de Bangkok para Chiang Mai decidimos fazer os restantes trajectos por avião para poupar mais tempo. Existe 3 opções para os voos internos: Air Asia (a mais barata), Bangkok Airways (a mais cara) e a Thai Airways que representa um excelente compromisso com uma relação qualidade/preço imbatível! Como não se trata de uma companhia low cost as malas de porão estão incluídas, ao contrário da Air Asia. Num voo com uma duração de apenas 2h tivemos direito ao mesmo conforto que um voo internacional de longa duração, com televisão para cada passageiro, mantas, almofadas e uma refeição. Sem dúvida a melhor companhia em que viajei até hoje e ainda por cima a um preço bastante acessível como poderão ver mais abaixo. 

     O que mais me marcou durante esta viagem foi sem dúvida Chiang Mai, pelos seus trilhos no meio das montanhas verdejantes, Khao Sok, pela experiência única de dormir no meio dum magnífico e gigantesco lago e a Maya Bay, pela magia da sua esplêndida praia deserta ao amanhecer.

llllllllllll1

Bangkok foi a cidade que menos apreciei mas que não deixaria de recomendar para uma primeira visita à Tailândia. Apesar de toda a agitação, poluição e calor asfixiante é uma cidade repleta de majestosos templos e um ambiente inesquecível.

     Pensando melhor não sei se não gostei mais de Bangkok do que Karon em Phuket, e neste caso nem sequer recomendo a visita desta zona da ilha mesmo para uma primeira viagem na Tailândia. O sul de Phuket é, a meu ver, o oposto da cultura tailandesa, pessoas arrogantes, hotéis de luxo, praias apinhadas com uma água que deixa a desejar com um cheiro desagradável a gasolina. Para aproveitar a beleza das praias tailandesas fujam do sul de Phuket e optem pelas praias mais desertas do Norte, como Naithon e Bangtao. Recomendaram-me muito as praias de Koh Lanta e Koh Lipe, que parecem ser igualmente lindíssimas e tranquilas.

      A Tailândia é um país ainda bastante barato excepto nas ilhas! A comida é muito barata, encontram-se facilmente refeições a menos de 2€, os táxis e tuk-tuk também são muito baratos quando bem regateados e os hotéis têm uma excelente relação qualidade/preço! O mais caro são sem dúvida as visitas e excursões, a nossa excursão mais cara foi em Khao Sok e os templos mais baratos foram em Ayutthaya.  Para terem uma noção mais concreta dos preços na Tailândia, fizemos um resumo de todos os nossos gastos ao longo destes 20 dias.tailandia budget

Para mais detalhes sobre cada cidade poderão ver os gastos aqui: Bangkok, Chiang Mai, Naithon, Khao Sok, Phang Nga, Karon, Phiphi.

Alguns preços ao acaso:

  • Um excelente pad thai em Bangkok: 120 bahts
  • Entrada do grande palácio em Bangkok: 500 bahts
  • Entrada no templo Wat pho em Bangkok: 100 bahts
  • Longo passeio de tuk-tuk em Bangkok: 25 bahts
  • Uma garrafa de água no 7-eleven em Bangkokg: 10 bahts ; em Phuket: 40 bahts
  • Um sumo de laranja natural em Bangkok: 25 bahts
  • Uma coca cola no 7-eleven em Bangkokg: 20 bahts
  •  Uma massagem corpo inteiro em Naithon: 250 bahts
  • Uma cerveja no 7-eleven: 30 bahts
  • Um gelado: 35 bahts
  • Um mojito em Phuket: 170 bahts
  • Eco-trekking de 2 dias em Chiang Mai com tudo incluído: 1600 bahts
  • Entrada do parque do Doi Inthanon: 300 bahts
  • 2 dias em Khao Sok com tudo incluído (todas as refeições, garrafas de água, todas as actividades com guia, seguro e transporte de táxi de Naithon para Khao Sok e de Khao Sok para a cidade de Phang Nga): 4600 bahts (~115€)
  • Aluguer de barco com motorista para um dia inteiro em Phuket para visitar a ilha de coral: 1800 bahts a dividir por 6, ou seja 300 bahts cada.
  • Voo na thai airways, Chiang Mai-Phuket: 100€ e Krabi-Bangkok: 35€

plplpl

 [ABTM id=4455]
Filha e neta de imigrantes, as malas seguem-me desde a minha infância. O meu sonho, conhecer cada recanto do nosso maravilhoso mundo, faz com que esteja constantemente a pensar na próxima viagem. Natural de França, vivo actualmente no Porto, onde sou médica nas horas de trabalho e viajante nos meus tempos livres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *