Maya Bay – uma viagem dentro de um postal tailandês

Maya Bay – uma viagem dentro de um postal tailandês

Maya Bay, um mar azul turquesa acariciando um areal branco de areia fina. Um pedaço de paraíso separado do resto do oceano por falésias verdejantes. Uma paisagem surreal.

Maya Bay

O nosso último dia no país dos mil sorrisos não poderia ter sido mais mágico. Acordamos às 4h para atravessar a praia de areia fresca à luz das estrelas até encontrar Payo, o nosso guia para esta experiência invulgar que nos esperava.

De madrugada em PhiPhi Don
De madrugada em PhiPhi Don
De madrugada no longtail em direcção à Maya Bay
No longtail em direcção à Maya Bay

Quando chegamos à famosa Maya Bay a pequena praia em semi-lua ainda se encontrava deserta. Esperamos que o barco parasse junto à margem e atiramos-nos de pés juntos e olhos esbugalhados de tanta alegria genuína para entrar neste postal em tamanho real.
O barco afastou-se e lá ficamos nós, os dois, sozinhos neste praia idílica.

Maya Bay
Maya Bay

Informações úteis / As nossas dicas

Esta é a praia mais famosa da Tailândia devido ao filme “A Praia” com o Leonardo DiCaprio. Por isso, a partir das 8h são dezenas de barcos com centenas de turistas que pisam o pequeno areal branco destruindo toda a beleza do local. Se quiserem conhecer a Maya Bay como nesta foto, basta ir num dos muitos tours que todas as agências da ilha propõem.

fontre: http://www.noimportaeldestino.com/
fontre: http://www.noimportaeldestino.com/

Se quiserem conhecer a Maya Bay, mágica e paradisíaca tal como nós a conhecemos existem 2 opções:

  • Alugar um barco longtail e ir bem cedo (ao nascer do sol) ou depois das 17h.

O aluguer de um barco faz-se geralmente por manhã/tarde/dia completo. No nosso caso escolhemos alugar o barco pela manhã e pagamos no total 900 bahts para 2 pessoas. Quando começaram a aparecer os primeiros barcos repletos de turistas à Maya Bay, decidimos despedir-nos do paraíso antes que fosse tarde de mais e ficar assim com uma lembrança mais idílica.

Maya Bay - uma praia deserta
Maya Bay sem turistas

O nosso guia levou-nos então fazer snorkeling atrás da Maya Bay, mais uma vez estávamos sozinhos porque os tours ainda só agora tinham chegado à Maya Bay e ninguém se encontrava a fazer snorkeling tão cedo. Para continuar nesta onda de perfeição que nos acompanhava nesse dia, ficamos surpreendidos com a clareza da água bem como a quantidade e diversidade de peixes visíveis. Foi sem dúvida um dos melhores spots de snorkeling de toda a viagem. 

Snorkeling at Maya Bay
Snorkeling perto da Maya Bay

 

Snorkeling - à procura do Nemo
Snorkeling – o Axel à procura do Nemo

Ainda tivemos tempo para conhecer uma pequena praia conhecida como The Monkey Beach”, onde fui assaltada por um pequeno macaco que confundiu o cabo amarelo da gopro com uma deliciosa banana.

 

Monkey Beach - O macaco que me tentou assaltar
Monkey Beach – O macaco que me tentou assaltar
Monkey Beach
Monkey Beach
  • Dormir na Maya Bay

Não existem hotéis nessa ilha e por isso a única maneira de permanecer lá durante a noite é dormindo num barco que fica lá com esse propósito através do tour Maya Bay Sleep Aboard. Os preços variam entre 80 e 100 € (~3500 THB) por pessoa incluindo jantar a bordo, dormida e snorkeling

Se já conheceram esta praia ou se conhecem uma ainda mais gira, não se esqueçam de partilhar as vossas dicas nos comentários! 😉

 

Filha e neta de imigrantes, as malas seguem-me desde a minha infância. O meu sonho, conhecer cada recanto do nosso maravilhoso mundo, faz com que esteja constantemente a pensar na próxima viagem. Natural de França, vivo actualmente no Porto, onde sou médica nas horas de trabalho e viajante nos meus tempos livres.

8 thoughts on “Maya Bay – uma viagem dentro de um postal tailandês

  1. Parabens pelo relato e que bela viagem

    Essa saida pra Maya Bay, logo as 4 da manha, quando vocês fizeram e quantas horas alugaram o longtail por 900 THB?

    1. Olá André! Fizemos esta saída à Maya Bay em Dezembro 2015, alugamos o longtail das 5h00 até às 11h00, mas demos encontro com o guia às 04h30 frente ao hotel e acabamos por sair um pouco antes das 5h. No fim pedimos para ele nos deixar na praia Longbeach já que ficava perto do hotel para podermos conhecer mais uma praia. O preço foi combinado directamente no hotel.
      Espero que tenha sido útil 😉

    1. Olá João Nuno! Estão a pensar ir à Tailândia? 🙂 Tivemos dificuldades em escolher o hotel mas acabamos por ficar no Bay View Resort, possui uma praia privada e uma piscina. Vieram-nos buscar directamente à saída do ferry (sem custo adicional). O hotel fica afastado do centro da ilha (que é bastante barulhento) mas suficiente perto para ir passear lá à noite. Só ficamos lá 2 noites e gostei bastante 😉
      Beijinhos

        1. Boa 😀 Aproveitem ao máximo! Podem reservar os hotéis e comprar o seguro de viagem pelo meu blog do lado direito (ajuda-me a desenvolve-lo) 🙂

  2. Olá olá:) quero desde já dar-te os parabéns pelo teu blog! Está excelente!! Vou à Tailândia entre 23 de março e 13 de abril, e só comecei a planear a viagem há uma semana, um pouco em cima da hora (eu sei:), já estava a desesperar e sem saber por onde começar, mas graças à partilha das vossas experiências tem sido muito mais fácil 😀 Obrigada! a questão que me está a deixar mais preocupada são os meios de transporte.. :/ quero poupar tempo e ao mesmo tempo também não quero gastar balúrdios xD… de bangkok vou para auytthaya e dai para chiang may no comboio noturno como voces fizeram, e posteriormente de autocarro para chiang rai, mas dai qual a melhor opção de transporte para vir para o Sul, para krabi ou phiphi? E dai para as ilhas do golfo? Já agora quais as ilhas que aconselham (koh samui, koh phangan, koh tao, koh lanta, koh lipe?) são tantas !! 😀 estava a pensar ficar 3 dias em krabi (railay beach), 3 em phi phi e 5 dias em outras 3 dessas ilhas que estou indecisa! mais uma vez obrigada! 🙂

    1. Olá Inês! 🙂 Muito obrigada! Ficamos felizes por ajudar com o blog 😉 Para o transporte do norte para as ilhas do sul o melhor é sem dúvida o avião, compramos os voos na Thai Airways (100€ para Chiang Mai-Phuket e 35€ para Krabi-Bangkok). Na altura havia basicamente 3 companhias: Air Asia (a mais barata e não incluía bagagem de porão), Thai Airways (valor intermédio mas com bagagem!), Bangkok Airways (mais cara). Ficamos encantados com a Thai Airways… até hoje a melhor companhia que já vi. Para as ilhas phiphi é preciso apanhar um ferry em Krabi, podes comprar os bilhetes de ida e volta directamente no cais. Para os outros 5 dias eu recomendaria Koh Tao ou Koh Lipe, não tivemos oportunidade de lá ir mas fiquei arrependida, o feedback de quem já passou por lá é que são ilhas realmente magníficas, mais bonitas que Koh Phiphi… Na altura informei-me para o transporte para Koh Tao e o mais barato consistia em ir até Surat Thani de autocarro e de lá apanhar o ferry que passa primeiro por Koh Samui, Koh Phangan e por último em Koh Tao (vais certamente perder 1 dia para fazer este trajecto). Para chegar a Koh Lipe é preciso ir de autocarro até a região de Trang ou até Pak Bara e daí apanhar um ferry ou speadboat (é melhor veres num mapa). Devido ao custo dos transportes e tempo de trajecto eu optaria por Koh Tao 😉 Koh Lanta também não é má opção e é bem mais fácil chegar lá a partir de Krabi (existe um ferry directo até lá), mas tem menos actividades, é óptimo para quem gosta de relaxar na praia.
      Espero ter ajudado! Boa viagem nesse fantástico país!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *